G1 > Paraíba

    Abastecimento de água em localidades de João Pessoa, Cabedelo e Conde é retomado, diz Cagepa

    Abastecimento de água em localidades de João Pessoa, Cabedelo e Conde é retomado, diz Cagepa


    Sistema foi retomado, mas normalização ocorrerá de forma gradativa, segundo Companhia. Falta d'água afetou mais de 50 localidades na Grande João Pessoa, segundo a Cagepa Jeferson Carlos/G1 O abastecimento de água em localidades de João Pessoa,...


    Sistema foi retomado, mas normalização ocorrerá de forma gradativa, segundo Companhia. Falta d'água afetou mais de 50 localidades na Grande João Pessoa, segundo a Cagepa Jeferson Carlos/G1 O abastecimento de água em localidades de João Pessoa, Cabedelo e Conde começou a ser normalizado, conforme informado pela Companhia de Águas e Esgotos da Paraíba (Cagepa), às 18h30 desta quinta-feira (25). A falta d'água afetou mais de 50 pontos na Grande João Pessoa. Apesar disso, a Cagepa não informou em quais localidades o abastecimento será normalizado primeiro, nem um prazo para que seja totalmente retomado. Declarou, apenas, que será de forma gradativa. A suspensão ocorreu para que uma manutenção corretiva de urgência fosse feita por técnicos nas estações elevatórias do complexo de Gramame, de acordo com a Cagepa. A intervenção foi necessária para garantir o bom funcionamento dos serviços de tratamento e distribuição de água na região. Localidades sem água em João Pessoa, Cabedelo e Conde Pedro Gondim Bairro dos Estados Bairro dos Ipês Jardim Luna Miramar Tambauzinho Cabo Branco Tambaú Manaíra Bessa Jardim Oceania São José Bancários Anatólia Jardim São Paulo Timbó Jardim Cidade Universitária Castelo Branco Cristo Rangel Costa e Silva Jardim Veneza Vieira DIniz Bairro das Indústrias Cidade Verde (I, II e III) Distrito Industrial Altiplano Cidade Recreio Quadramares Praia da Penha Seixas Loteamento Bela Vista Funcionários (II, III, IV) Esplanada (I e II) Grotão Jardim Sepol Ernani Sátiro Costa e Silva Geisel José Américo idade dos Colibris Água Fria Mangabeira Valentina Muçumagro Paratibe Polo Turístico Benjamin Maranhão CIdade Verde (Mangabeira) Jacarapé Cidade Jardim Colinas do Sul Portal do Sol Cabedelo Conde
    Pesquisa aponta até 12 tipos de agrotóxicos na água de cidades da Paraíba

    Pesquisa aponta até 12 tipos de agrotóxicos na água de cidades da Paraíba


    João Pessoa foi uma das cidades da Paraíba em que a água apresentou 12 agrotóxicos. Relatório apontou que todas as substâncias estão no limite de tolerância. Foram encontrados até 12 tipos de agrotóxicos na água da torneira na Paraíba...


    João Pessoa foi uma das cidades da Paraíba em que a água apresentou 12 agrotóxicos. Relatório apontou que todas as substâncias estão no limite de tolerância. Foram encontrados até 12 tipos de agrotóxicos na água da torneira na Paraíba entre 2014 e 2017 Arcaion/Creative Commons Um levantamento mostrou que a água de cidades da Paraíba continha algum tipo de agrotóxico entre os anos de 2014 e 2017. Conforme dados do Sisagua, relatório sobre a qualidade da água mantido pelo governo federal e abastecido com dados das companhias que fornecem água nos estados brasileiros, na Paraíba, foram encontradas até 12 tipos de agrotóxicos na água que sai das torneiras. Em João Pessoa, especificamente, foram detectadas 12 substâncias provenientes de pesticidas ou defensivos agrícolas no período de tempo pesquisado. Outras cidades paraibanas, como Cajazeiras no Sertão, ou Santa Rita na Grande João Pessoa, também apresentaram 12 tipos de agrotóxicos diferentes nas amostras coletadas entre 2014 e 2017. Porém, o Sisagua indicou que ainda que a presença do número de substância tenha sido expressiva, as quantidades percentuais dos agrotóxicos na água fornecida na Paraíba não estão acima do limite permitido no Brasil. Pesquisador alerta para colapso no abastecimento de água na Paraíba O professor da UFPB, Hemerson Magalhãs, coordenador geral do Centro de Assistência Toxicológica (Ciatox) da Paraíba, destaca que, embora haja uma tolerância definida pelos órgãos de saúde no Brasil, não há estudos que indiquem um nível seguro de ingestão de agrotóxicos se for considerado um consumo contínuo a longo prazo. “Em alguns casos, em outras partes, na Europa por exemplo, há um consumo dez vezes menor, seis vezes menor, em outros tolerância zero. A questão é que esse tipo de substância presente da água que é usada diariamente para cozinhar alimentos ou para beber, a longo prazo, podem oferecer riscos à saúde. Pesquisas indicam associação desde problemas neurológicos à questão de mutações genéticas”, explica o professor e pesquisador. Ainda de acordo com Hemerson Magalhães, existe uma preocupação mundial para redução do uso de defensivos agrícolas, desde uma redução gradativa tendo em vista que a proibição completa geraria um problema na produção de alimentos, até a produção de defensivos alternativos que não contaminem o meio ambiente, nem produza danos à saúde dos seres humanos. “Não existe alternativa na questão consumo de água. Até porque, no caso das águas minerais comercializadas não existe um controle dos níveis ou tipos de agrotóxicos. Então, não há nenhuma comprovação de que as águas minerais também estão livres. Até porque esses defensivos também escoam pelo solo e atingem lençóis freáticos, podendo afetar aquíferos”, explicou. Cagepa tranquiliza situação da Paraíba A Companhia de Águas e Esgoto da Paraíba (Cagepa), por meio de nota, manifestou indignação a partir da divulgação precipitada da avaliação com base nos dados brutos de qualidade da água fornecidos ao longo dos anos por ela e demais companhias de abastecimento no Brasil. “Ressalta-se que o cenário apresentado em relação aos agrotóxicos presentes na água de consumo humano, não condiz com a realidade brasileira. Este fato pode ser comprovado pela revisitação dos resultados analíticos dos monitoramentos semestralmente realizados, que são sistematicamente enviados à Secretaria de Saúde do Estado para integrarem o Sisagua, e confronto com os padrões estabelecidos pela legislação de potabilidade de água nacional, a qual é baseada nas diretrizes da OMS”. Ainda de acordo com a Cagepa, os níveis presentes em alimentos são muito maiores que os das águas. Por fim, a nota explica que a população deve, em decorrência desses dados, buscar fontes alternativas de água, uma vez que a água que não fornecida pela companhia não passa por controle de qualidade com relação a outras substâncias. Ministério da Saúde diz que dados são inconclusivos Por meio de sua assessoria, o MS informou que está fazendo um levantamento de dados da presença de agrotóxico na água fornecida pelos serviços de abastecimento de água em todo o país que deve sair neste primeiro semestre de 2019. “É importante ressaltar que não existem dados consolidados, não sendo possível, no momento, fazer avaliação sobre a situação da qualidade da água”, informou o Ministério da Saúde. NOTA O Ministério da Saúde informa que está fazendo um levantamento de dados da presença de agrotóxico na água fornecida pelos serviços de abastecimento de água em todo o país que deve sair neste semestre. É importante ressaltar que não existem dados consolidados, não sendo possível, no momento, fazer avaliação sobre a situação da qualidade da água. O Sistema de Informação de Vigilância da Qualidade da Água para Consumo Humano (Sisagua) é um instrumento da pasta que tem como objetivo auxiliar o gerenciamento de riscos à saúde associados à qualidade da água destinada ao consumo humano, como parte integrante das ações de prevenção de agravos e de promoção da saúde, previstas no SUS. O sistema armazena os dados inseridos rotineiramente pelos profissionais do setor saúde dos estados e municípios e pelos responsáveis pelos serviços de abastecimento de água em todo o país. A exposição aos agrotóxicos é um problema de saúde pública e cada situação deve ser analisada individualmente à luz do histórico de dados e dos valores de referência da legislação. Quando encontrados valores acima do padrão de potabilidade ou até mesmo diante da presença constante das substâncias, a vigilância deve notificar os prestadores de serviços de abastecimento de água para que se articulem com demais setores (em especial órgãos ambientais, de agricultura e de recursos hídricos) para estabelecimento de medidas de mitigação na bacia, que devem ser definidas com base no histórico de dados e nas características da bacia de contribuição do manancial. Cabe esclarecer que a norma de potabilidade brasileira se baseia em metodologia indicada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e empregada na definição de normas e diretrizes de qualidade da água para consumo humano em diversos países. Além disso, cada Unidade da Federação pode editar normas complementares a fim de atender às especificidades de seus territórios, inclusive adicionando princípios ativos que não constam na norma nacional.
    Feirão de empregos termina com confusão, vidros quebrados e fogo na rua em Campina Grande

    Feirão de empregos termina com confusão, vidros quebrados e fogo na rua em Campina Grande


    Escola técnica oferecia 200 oportunidades, mas fila tinha cerca de 9 mil pessoas e nem todo mundo foi atendido. Feirão de empregos em Campina Grande terminou com tumulto após longas filas Reprodução/TV Paraíba Um feirão de empregos que estava...


    Escola técnica oferecia 200 oportunidades, mas fila tinha cerca de 9 mil pessoas e nem todo mundo foi atendido. Feirão de empregos em Campina Grande terminou com tumulto após longas filas Reprodução/TV Paraíba Um feirão de empregos que estava sendo oferecido por uma empresa de cursos técnicos em Campina Grande terminou em tumulto nesta quinta-feira (25). A intenção do feirão era oferecer 200 oportunidades de empregos, estágios e contratos de jovem aprendiz. Porém milhares de pessoas formaram longas filas e houve confusão, pois nem todo mundo foi atendido. Entre os problemas, houve tumulto, foram jogadas pedras nas portas de vidro da instituição e vários candidatos as vagas que não foram atendidos começaram a queimar currículos no meio da rua. A Polícia Militar precisou ser acionada para controlar a situação. A rede Grau Técnico divulgou uma nota na tarde desta quinta-feira onde lamenta os incidentes e os atos de vandalismo. A escola disse que desde o início havia deixado claro que seriam 200 vagas e que as fichas esgotaram. "Até o momento do início dos incidentes, por volta das 13h, o Grau Técnico de Campina Grande havia realizado cerca de três mil atendimentos. A exemplo do que ocorre em outras praças, todos os demais participantes seriam atendidos até o horário marcado para o fim do evento, às 17h. [...] após os cerca de três mil atendimentos foram distribuídas em torno de 800 fichas aos primeiros candidatos que formavam uma fila com aproximadamente mais de seis mil pessoas", diz a nota. Filas para feirão de empregos em Campina Grande começou na noite anterior e se espalhou por quarteirões. Reprodução/TV Paraíba Segundo a nota, após perceberam o tumulto, os atendimentos foram interrompidos para preservar a integridade física dos alunos e funcionários. Os atendimentos começaram pela manhã desta quinta-feira, mas desde a noite da quarta-feira (25), os primeiros candidatos já chegaram para dormir na fila. Quando amanheceu, a fila já dava voltas pelos quarteirões entre os bairros Centro e São José. A escola disse que está à disposição das autoridades para esclarecimentos. Candidatos queimaram currículos na rua em frente ao local onde era feito feirão de empregos em Campina Grande Reprodução/TV Cabo Branco
    Delegado e agente de polícia são condenados a perder cargos por pedir propina a traficante, na PB

    Delegado e agente de polícia são condenados a perder cargos por pedir propina a traficante, na PB


    Decisão foi anunciada pelo Tribunal de Justiça da Paraíba nesta quinta-feira (25); casos ocorreram em 2012, na Central de Polícia em João Pessoa. Tribunal de Justiça da Paraíba, João Pessoa Tribunal de Justiça da Paraíba/Divulgação Um...


    Decisão foi anunciada pelo Tribunal de Justiça da Paraíba nesta quinta-feira (25); casos ocorreram em 2012, na Central de Polícia em João Pessoa. Tribunal de Justiça da Paraíba, João Pessoa Tribunal de Justiça da Paraíba/Divulgação Um delegado e um agente de investigação da Polícia Civil foram condenados pelo Tribunal de Justiça da Paraíba à perda dos cargos públicos, depois de serem acusados de pedirem propina para não autuarem um traficante em flagrante, na Paraíba. O caso teria ocorrido mais de uma vez em 2012, na Central de Polícia de João Pessoa. Segundo a investigação, os envolvidos teriam recebido pelo menos R$ 18 mil de um homem preso duas vezes em flagrante. O delegado que perdeu o cargo é Francisco Basílio Rodrigues e o agente de investigação é Milton Luiz da Silva. A decisão foi tomada para Câmara Criminal do TJPB. O delegado informou que ainda não foi notificado da decisão, mas que deve se pronunciar após conversar com o advogado até esta sexta-feira (26) e que vai recorrer da decisão. O G1 não conseguiu contato com Milton Luiz da Silva. De acordo com os autos, os fatos teriam acontecido no ano de 2012. No mês de julho, foi feita a prisão de Mateus Loreto pelo policial civil Milton Luiz com mais dois colegas investigadores no bairro Intermares, em Cabedelo, na Grande João Pessoa. Mateus foi preso por ter vendido uma pequena quantidade de cocaína a um homem. Conforme o Ministério Público, os dois homens foram levados para a Central de Polícia, em João Pessoa, onde o delegado Francisco Basílio estava de plantão. Depois que teria recebido a quantia de R$ 8 mil do advogado dos homens presos, o delegado teria combinado de deixar de fazer a prisão em flagrante por tráfico e lavrar apenas um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) para os dois rapazes, como se eles fossem apenas usuários. Segundo caso Também no ano de 2012, no dia 23 de outubro, Mateus foi abordado pelo policial Milton novamente quando estava saindo de casa, no bairro do Bessa, em João Pessoa. Ele foi flagrado com 60 gramas de maconha e 15 ampolas de anabolizantes. No apartamento de Mateus também foram encontradas mais 60 ampolas de anabolizantes, 8 vidros de lança-perfume, 30 gramas de cocaína e 15 papelotes de maconha. Conforme as investigações, no percurso para a Central de Polícia, Mateus teria negociado com os policiais, oferecendo a quantia de R$ 15 mil para ser solto, mas os policiais desejavam a quantia de R$ 30 mil. Mateus não teria esse dinheiro e o valor ficou fechado em R$ 15 mil. O suspeito ficou encarcerado por 24 horas e foi liberado depois que teria pago R$ 10 mil como propina, para que o delegado lavrasse apenas um TCO, novamente. Ainda consta no processo que, como Mateus só teria pago R$ 10 mil, o agente Milton Luiz passou a pressioná-lo, exigindo que ele pagasse os R$ 5 mil restantes, para completar os R$ 15 mil combinados. Foi então que o fato foi comunicado às autoridades e o inquérito foi instaurado. Primeira condenação Na primeira instância, houve a condenação do agente Milton Luiz à pena de 4 anos e 20 dias-multa, no regime semiaberto. Já o delegado Francisco Basílio foi condenado a 2 anos de reclusão, em regime aberto, sendo a pena substituída por duas restritivas de direito, além do pagamento equivalente a 10 dias-multa. Na sentença, o delegado e o agente não haviam perdido o cargo. Segunda condenação Depois disso, o Ministério Público a apelou da decisão para a segunda instância. O relator do caso, desembargador Joás de Brito Pereira Filho, deferiu o pedido do MP por entender que houve clara violação dos deveres funcionais para com a Administração Pública.
    VÍDEOS: JPB1 (TV Cabo Branco) desta quinta-feira, 25 de abril

    VÍDEOS: JPB1 (TV Cabo Branco) desta quinta-feira, 25 de abril


    Assista aos vídeos do telejornal com notícias de João Pessoa e região. Assista aos vídeos do telejornal com notícias de João Pessoa e...


    Assista aos vídeos do telejornal com notícias de João Pessoa e região. Assista aos vídeos do telejornal com notícias de João Pessoa e região.
    VÍDEOS: JPB1 (TV Paraíba) desta quinta-feira, 25 de abril

    VÍDEOS: JPB1 (TV Paraíba) desta quinta-feira, 25 de abril


    Assista aos vídeos do telejornal com notícias do interior do estado. Assista aos vídeos do telejornal com notícias do interior do...


    Assista aos vídeos do telejornal com notícias do interior do estado. Assista aos vídeos do telejornal com notícias do interior do estado.
    Hazamat é o show mais esperado do Festival Grito João Pessoa 2019

    Hazamat é o show mais esperado do Festival Grito João Pessoa 2019


    Exille Alef e Sistema Brutal fecham as três bandas mais esperadas entre as 60 atrações do festival gratuito que acontece nesta sexta e sábado em 7 palcos na capital. Resultado da enquete do show mais esperado do Festival Grito João Pessoa...


    Exille Alef e Sistema Brutal fecham as três bandas mais esperadas entre as 60 atrações do festival gratuito que acontece nesta sexta e sábado em 7 palcos na capital. Resultado da enquete do show mais esperado do Festival Grito João Pessoa 2019 Reprodução/G1 O público votou e escolheu Hazamat, Exille Alef e Sistema Brutal como as atrações mais esperadas do Festival Grito João Pessoa 2019, que acontece nesta sexta-feira (26) e sábado (27) no Centro Histórico da capital. A carioca Maldita e a banda Flamenhell completam o top 5. Veja programação completa do Festival Grito João Pessoa 2019 Hazamat Divulgação/Festival Grito João Pessoa Hazamat é o show mais aguardado do festival de acordo com 24,39% dos 8.588 votantes da enquete feita pelo G1 Paraíba. Exille Alef obteve 21,28% dos votos, Sistema Brutal 15,84%, Maldita (RJ) obteve 7,59% e Flamenhell 6,84%. A enquete reuniu 20 shows dos 60 que vão se apresentar nos sete palcos do evento. Fundada em 2010 em João Pessoa, a banda de rock Hazamat mistura influências de vários estilos do rock junto a MPB e músicas regionais do nordeste. Em 2011 saiu o primeiro álbum da banda, o disco homônimo “Hazamat”. Quatro anos depois, o quarteto lançou o “II”, segundo trabalho da carreira. O trabalho mais recente da banda é o single “Armação”, que foi lançado em 18 de abril junto com um clipe. O show da banda no festival está marcado para às 23h30 do sábado, no palco do Mofado Bar. A entrada é gratuita. Esta é a sétima vez que a banda se apresenta no festival. Exille Alef se apresenta no palco montado na Praça Antenor Navarro, às 17h do sábado, Sistema Brutal faz um show depois do da Hazamat, fechando a programação do Mofado Bar. Os cariocas da Maldita, que já passaram pelo Grito em 2017, fazem um show no palco da praça às 22h40, já a Flamenhell toca no Djaba Pub às 23h30. Ouça a playlist oficial do Festival Grito João Pessoa 2019 O Festival Grito, que começou como “Grito Rock” e reduziu o nome uma vez que abrange várias áreas e estilos, tem como principal característica a prática colaborativa em sua realização. Além dos shows, o festival tem ainda exposição de artes visuais, intervenções cênicas e literárias, oficinas, food park e feira cultural. O evento tem apoio do Governo do Estado e Prefeitura de João Pessoa, Slow Hostel, Frederica Hostel, Movimento Varadouro Cultural, Funesc, Salve! Estúdio, Central Comunicação, Toroh Música & Cultura, IAB.pb, Nayara F., Rádio Cabo Branco FM e G1 Paraíba. Programação da sexta-feira do Festival Grito João Pessoa 2019 Divulgação/Festival Grito João Pessoa Programação do sábado do Festival Grito João Pessoa 2019 Divulgação/Festival Grito João Pessoa
    Quase 65% das declarações do Imposto de Renda 2019 esperadas na PB foram enviadas à Receita

    Quase 65% das declarações do Imposto de Renda 2019 esperadas na PB foram enviadas à Receita


    Prazo para envio das declarações seguem até o dia 30 de abril. Arte G1 Quase 65% das declarações do Imposto de Renda 2019 previstas para a Paraíba foram enviadas à Receita Federal do Brasil, até as 11h30 desta quinta-feira (25), conforme...


    Prazo para envio das declarações seguem até o dia 30 de abril. Arte G1 Quase 65% das declarações do Imposto de Renda 2019 previstas para a Paraíba foram enviadas à Receita Federal do Brasil, até as 11h30 desta quinta-feira (25), conforme divulgado pela Receita. O prazo para entregar o documento, referente ao ano-base 2018, começou no dia 7 de março e termina no dia 30 de abril. Saiba tudo sobre o Imposto de Renda 2019 Do total de 300 mil declarações esperadas para o estado, 193.812 já foram enviadas, o que representa cerca de 64,6%. Em relação ao volume recebido em todo o Brasil, esse número é referente a 0,98%. Deve declarar renda quem recebeu rendimentos acima de R$ 28.559,70 em 2018. A multa para o contribuinte que não fizer a declaração ou entregá-la fora do prazo será de, no mínimo, R$ 165,74. O valor máximo corresponde a 20% do imposto devido. Programa A Secretaria da Receita Federal liberou no dia 25 de fevereiro o download do programa gerador do Imposto de Renda 2019. Do computador, o contribuinte pode baixar os programas do Windows, Multiplataforma (zip) e Outros (Mac, Linux, Solaris). Para os celulares, os programas estarão disponíveis para Android e IOS. Clique aqui para fazer o download do programa O programa para preenchimento da declaração é o mesmo para as duas formas de tributação (utilizando as deduções legais ou o desconto simplificado). No início do preenchimento, são apresentadas orientações sobre as formas de tributação e, ao final, quando for entregar a declaração, o programa apresentará quadro comparativo para que o contribuinte possa escolher a opção mais favorável. O contribuinte pode fazer a importação de dados de 2018 para facilitar o preenchimento neste ano. A importação de dados substitui eventuais dados já digitados na declaração de 2019. Para evitar isso, a Receita recomenda fazer a importação antes de iniciar o preenchimento. Em caso de a última declaração ter sido retificada, é preciso substituir pelo número do recibo da última retificadora online.
    Mais da metade das usuárias do transporte público de João Pessoa sofreram assédio, diz pesquisa

    Mais da metade das usuárias do transporte público de João Pessoa sofreram assédio, diz pesquisa


    Taxa é de 53,57%, para um total de 55 mulheres entrevistadas. Nenhuma entrevistada denunciou o assédio nas delegacias. Pesquisa avaliou satisfação dos usuários do transporte público Walter Paparazzo/G1 Uma pesquisa realizada por uma...


    Taxa é de 53,57%, para um total de 55 mulheres entrevistadas. Nenhuma entrevistada denunciou o assédio nas delegacias. Pesquisa avaliou satisfação dos usuários do transporte público Walter Paparazzo/G1 Uma pesquisa realizada por uma Organização Não Governamental (ONG) registrou que mais da metade das mulheres usuárias do transporte público entrevistadas em um levantamento já foram assediadas dentro do ônibus ou enquanto aguardavam o transporte coletivo, em João Pessoa. Segundo a Rede Minha Jampa, a taxa é de 53,57%, para um total de 55 mulheres entrevistadas. Além disso, os números mostraram que 76,67% das mulheres confirmaram que foram assediadas dentro do ônibus e 93,33% confirmaram que os homens que assediaram também eram usuários do transporte público. De acordo com o levantamento, nenhuma entrevistada denunciou o assédio nas delegacias. A pesquisa foi conduzida pelas organizações Minha Jampa e Engajamundo (Núcleo Paraíba), com o objetivo de avaliar o grau de satisfação dos usuários do transporte público de João Pessoa. Ao todo, 107 usuários do transporte público da capital foram entrevistados entre os dias 11 e 14 de março de 2019. Os percentuais também levam em consideração a segurança. Para 64,5% dos entrevistados, a segurança nos ônibus é ruim ou muito ruim. No caso das paradas de ônibus, a avaliação é que 83,2% acham que a segurança nesses locais é ruim ou muito ruim. O índice de segurança (23,8%) divide a liderança das principais queixas dos usuários, ao lado de tempo de espera (26,6%) e tarifa (24,7%). Em relação ao número total de entrevistados, 49,5%, praticamente metade dos entrevistados pretos e pardos, declararam sofrer discriminação racial. Minha Jampa Criada em 2016, a Rede Minha Jampa é uma ONG que trabalha com controle social, fiscalizando o executivo e legislativo municipal. Através da criação de campanhas, a rede convoca os pessoenses a agirem online ou offline. Atualmente, a Minha Jampa conta com uma base de mais de 16 mil pessoas e segue alertando e atualizando seus membros.
    Mãe reencontra filho 38 anos depois dele ser raptado na porta de maternidade pública do DF

    Mãe reencontra filho 38 anos depois dele ser raptado na porta de maternidade pública do DF


    Mulher deixou bebê com funcionários do abrigo e, ao voltar, não encontrou criança. Caso foi em 1981, mas só foi desvendado esta semana. Sueli Gomes da Silva Rochedo, de 56 anos, tinha 16 quando teve seu bebê raptado no Hospital do Gama em...


    Mulher deixou bebê com funcionários do abrigo e, ao voltar, não encontrou criança. Caso foi em 1981, mas só foi desvendado esta semana. Sueli Gomes da Silva Rochedo, de 56 anos, tinha 16 quando teve seu bebê raptado no Hospital do Gama em 1981 Divulgação A angústia da moradora do Distrito Federal Sueli Gomes Rochedo, de 56 anos, chegou ao fim esta semana. Depois de 38 anos de espera, ela reencontrou o filho, Luiz Miguel, que teria sido raptado na saída do Hospital Regional do Gama (entenda abaixo). O rapaz foi localizado ano passado, na Paraíba, pela Polícia Civil do DF, mas o exame de DNA só comprovou, nesta quarta-feira (24), que realmente se tratava da mesma pessoa, registrada hoje com o nome de Ricardo Araújo. Até a manhã desta quinta (25), mãe e filho ainda não tinham se reencontrado. Ao G1, Sueli disse que conversou com o filho por uma chamada de vídeo e “não pode conter a emoção”. Desaparecimento Segundo o delegado Murilo de Oliveira, da 14ª DP, Sueli procurou a polícia em 2013 para contar que o filho, na época recém-nascido, tinha sido raptado na porta da maternidade. O caso foi em 1981, quando ela tinha 16 anos. A mulher disse à polícia que, na época, morava em um orfanato no Guará e que no dia do parto, em 9 de fevereiro daquele ano, foi ao hospital acompanhada de funcionários do local. Ao receber alta médica, ela afirma que foi convencida a deixar o filho com o casal da instituição onde morava para fazer uma ligação telefônica – em um orelhão a 20 metros do local – para a dona do abrigo e, ao voltar, não encontrou mais a criança. Na ligação, a dona do abrigo teria dito que não queria o bebê. Sueli afirma ainda que foi obrigada por ela a "permanecer calada e a não tocar mais no assunto". Dias depois, a dona do orfanato disse que o bebê havia morrido. Três décadas depois Sueli Gomes Rochedo, de 56 anos, teve o filho sequestrado na porta da maternidade em 1981 Divulgação Passados 32 anos, a vítima decidiu registrar o rapto na delegacia do DF, onde começou a investigação. Segundo a polícia, a principal suspeita, dona do abrigo, morreu em 2012, antes que a mãe registrasse ocorrência. Na época, a Polícia Civil tinha, pelo menos, 15 linhas de investigação. Uma delas levou os agentes a entrar em contato com o porteiro do médico que fez o parto da jovem, no hospital do Gama. Em depoimento ele disse que registrou a criança em 11 de fevereiro, dois dias após o nascimento de Ricardo. O homem não informou à polícia como recebeu o bebê. Como na época o registro indevido de criança não era considerado crime, o caso foi arquivado e o porteiro não vai responder criminalmente. O delegado Murilo de Oliveira informou ainda que não encontrou registro de nascimento da criança no hospital do Gama. Leia mais notícias sobre a região no G1 DF.

    Grupo é detido suspeito de tentar linchar jovem em Alagoa Grande, no Brejo da Paraíba


    Operação 'Captura' prendeu quatro homens e apreendeu dois adolescentes suspeitos de tentar matar vítima de 18 anos. Crime aconteceu no dia 14 de abril deste ano, segundo a polícia. Uma operação integrada das polícias Civil e Militar prendeu quatro...

    Operação 'Captura' prendeu quatro homens e apreendeu dois adolescentes suspeitos de tentar matar vítima de 18 anos. Crime aconteceu no dia 14 de abril deste ano, segundo a polícia. Uma operação integrada das polícias Civil e Militar prendeu quatro homens e apreendeu dois adolescentes na manhã desta quinta-feira (25), em Alagoa Grande, no Brejo da Paraíba. De acordo com o delegado Hugo Lucena, que coordenou a ação, a operação “Captura” teve como objetivo prender suspeitos de envolvimento em uma tentativa de linchamento contra um jovem na cidade. Segundo o delegado, o grupo é suspeito de tentar linchar o jovem de 18 anos no dia 14 de abril deste ano, no meio da rua. A vítima foi socorrida e levada para o Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande, onde permanece internada em estado grave. “Naquela ocasião, o jovem Gabriel Viana Barbosa, de 18 anos, foi perseguido e agredido fisicamente com chutes, murros e pauladas, não vindo a óbito no local porque houve a intervenção de terceiros, impedindo que o homicídio fosse consumado”, disse o delegado. Ainda de acordo com Hugo Lucena, no decorrer das investigações, a Polícia Civil descobriu que um dos integrantes do grupo foi até um posto de gasolina comprar combustível com o intuito de jogar na vítima e atear fogo, mas não conseguiu porque a Polícia Militar e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) chegaram ao local rapidamente. “O motivo das agressões, segundo as investigações, foi uma rixa antiga de um dos adolescentes suspeitos com a vítima, quando os mesmos encontravam-se cumprindo medida socioeducativa no Centro de Educação do Adolescente (CEA), onde eles se identificaram com facções rivais”, informou o delegado. O grupo foi detido e encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil de Alagoa Grande, onde permanece à disposição da Justiça.
    Geraldo Azevedo faz show em João Pessoa: ingressos, setlist e tudo sobre o evento

    Geraldo Azevedo faz show em João Pessoa: ingressos, setlist e tudo sobre o evento


    Turnê ‘Solo Contigo’ passa pelo Teatro Pedra do Reino neste sábado. Geraldo Azevedo Reprodução / Capa de DVD O cantor e compositor Geraldo Azevedo faz um show da turnê “Solo Contigo” no Teatro Pedra do Reino, em João Pessoa, neste...


    Turnê ‘Solo Contigo’ passa pelo Teatro Pedra do Reino neste sábado. Geraldo Azevedo Reprodução / Capa de DVD O cantor e compositor Geraldo Azevedo faz um show da turnê “Solo Contigo” no Teatro Pedra do Reino, em João Pessoa, neste sábado (27). O show é o lançamento do DVD homônimo à turnê, o quarto da carreira de Geraldo, e é composto de uma apresentação voz e violão do cantor. Os portões abrem às 20h e os ingressos são vendidos por meio do site Eventim e também na loja Ecológica do Manaíra Shopping, na capital. Os ingressos custam R$ 60 (balcão meia), R$ 120 (balcão inteira), R$ 80 (plateia meia) e R$ 160 (plateia inteira). O G1 montou uma lista do que pode rolar no show, confira: Geraldo Azevedo Divulgação Músicas inéditas, parcerias e sucessos Como diz o título da turnê e do DVD, o show tem apenas o público e Geraldo, acompanhado de um violão, em algumas faixas, e uma guitarra eletroacústica em outras. Entre as canções novas presentes no repertório, estão "Amor antigramático", composta por Azevedo a partir de um poema de Mário Lago e "A saudade me traz", de autoria de Sergio Peres. Também há canções de outros artistas, com destaque para "Pensar em você", do paraibano Chico César, "Veja (Margarida)", do também paraibano Vital Farias e "Estácio, eu e você", de Luiz Melodia. O show também passeia pelos mais de 50 anos de composições do artista, apresentando sucessos como "Bicho de sete cabeças", "Dia branco" e "Táxi lunar". O cenário da apresentação foi elaborado pelo artista Fabio de Souza e é formado por 400 baixelas simulando prata, que refletem e emolduram as cenas da carreira de Geraldo Azevedo. O figurino é de Gustavo de Carvalho e a luz comandada por Valmyr Ferreira. Geraldo Azevedo na gravação ao vivo do show 'Solo contigo' Felipe Diniz / Divulgação Possível setlist do show Se seguir a apresentação que deu origem ao DVD, este é o provável setlist do show: Príncipe brilhante Berekekê Amor antigramático Estácio, eu e você Inclinações musicais A saudade me traz O charme das canções (Uis e ais) Semente e fruto O princípio do prazer Letras negras Canta coração Veja (Margarida) Tanto querer Pensar em você Caravana Chorando e cantando Parceiro das delícias Talvez seja real Estrela guia Você se lembra Bicho de sete cabeças Dona da minha cabeça Dia branco Moça bonita Sabor colorido Canção da despedida Táxi lunar Ai que saudade de ocê Show de Geraldo Azevedo em João Pessoa Data: 27/04/2019 Local: Teatro Pedra do Reino Horário do evento: 21h Abertura dos portões: 20h Ingressos: site Eventim e loja Ecológica Manaíra Shopping Preços dos ingressos: de R$ 60 a R$ 160 Classificação etária: 16 anos. Menores entre 14 e 15 anos podem entrar acompanhados de pais e/ou responsáveis legais.
    Câmara decide por arquivamento de denúncia contra prefeito afastado e ex-prefeito de Patos, PB

    Câmara decide por arquivamento de denúncia contra prefeito afastado e ex-prefeito de Patos, PB


    Maioria da comissão processante decidiu pelo arquivamento do processo contra Dinaldo Wanderley Filho e Bonifácio Rocha. Relatora do processo, Lucinha Peixoto, entregou relatório pelo arquivamento do processo contra os dois gestores...


    Maioria da comissão processante decidiu pelo arquivamento do processo contra Dinaldo Wanderley Filho e Bonifácio Rocha. Relatora do processo, Lucinha Peixoto, entregou relatório pelo arquivamento do processo contra os dois gestores executivos Divulgaçã/Câmara de Vereadores de Patos A comissão processante que julgava a denúncia de fraudes na gestão pública contra o prefeito afastado de Patos, Dinaldo Wanderley Filho (PSDB) e o ex-prefeito interino Bonifácio Rocha (PPS), que renunciou ao cargo no dia 4 de abril, decidiu pelo arquivamento do processo. A relatora, vereadora Lucinha Peixoto, entregou o relatório pelo arquivamento na sessão da Câmara de Patos de quarta-feira (24). A denúncia tinha sido feita pelo ex-procurador do município do Sertão paraibano, Claudionor Lúcio, em novembro de 2018. A comissão processante era formada por pelos vereadores Kleber Ramon (presidente), Lucinha Peixoto (relatora) e pelo membro, Erderlan de Oliveira (Góia). Votaram pelo arquivamento Lucinha Peixoto e Ederlan de Oliveira, e contra o arquivamento Kleber Ramon. “Escutamos nossa assessoria jurídica, amigos vereadores desta Casa e nos disseram que deveríamos arquivar essa denúncia. Quem quiser poderá dar continuidade a esse processo, mas a nossa comissão decidiu por arquivar”, explicou a relatora. A denúncia se baseia na ação do Ministério Público da Paraíba (MPPB) que desencadeou a Operação Cidade Luz e gerou o afastamento do prefeito Dinaldinho, como é conhecido no município. A investigação apontou um esquema de propina, lavagem de dinheiro, fraudes em licitações e superfaturamento no contrato emergencial de iluminação pública firmado pela Prefeitura de Patos. Ainda conforme a denúncia, os políticos cometeram crimes de improbidade administrativa, de responsabilidade e crime político-administrativo. Bonifácio Rocha também foi implicado por favorecimento de familiares próximos em um susposto esquema fraudulento que envolve a compra de materiais pela Prefeitura de Patos da empresa de um familiar do ex-vice-prefeito através de uma empresa intermediária. Na época, a denúncia foi lida e votada pelos parlamentares durante sessão ordinária no plenário da casa legislativa. O placar da votação foi apertado e terminou em 8 votos a favor pelo recebimento do processo, 7 contra e uma abstenção.
    Homem é preso em Campina Grande suspeito de sequestro relâmpago em Pernambuco

    Homem é preso em Campina Grande suspeito de sequestro relâmpago em Pernambuco


    Com o suspeito, a polícia apreendeu carro utilizado no crime e objetos pessoais da vítima. Com o suspeito, a polícia apreendeu carro utilizado no crime e objetos pessoais da vítima Polícia Civil/Divulgação Um homem de 32 anos foi preso na...


    Com o suspeito, a polícia apreendeu carro utilizado no crime e objetos pessoais da vítima. Com o suspeito, a polícia apreendeu carro utilizado no crime e objetos pessoais da vítima Polícia Civil/Divulgação Um homem de 32 anos foi preso na noite da quarta-feira (24), em Campina Grande. De acordo com a Polícia Civil, ele é suspeito de praticar um sequestro relâmpago na cidade de Santa Cruz do Capibaribe, no Pernambuco. O homem foi detido no veículo utilizado para praticar o crime e, com ele, a polícia encontrou os objetos pessoais da vítima. Segundo a polícia, o suspeito, junto com outro homem, fez a vítima refém em um carro e realizou diversos saques bancários com o cartão de crédito dela. Depois, a dupla saiu da cidade com destino à Paraíba e abandonou a vítima em uma zona rural. Após investigações, a polícia conseguiu prender o suspeito no bairro Jardim Paulistano. Ao ser preso, o homem confessou o crime e apontou quem seria o comparsa dele, que continua foragido. O suspeito foi encaminhado para a Central de Polícia Civil de Campina Grande, onde aguarda pela audiência de custódia.
    Falta água em localidades de João Pessoa, Cabedelo e Conde, nesta quinta-feira (25)

    Falta água em localidades de João Pessoa, Cabedelo e Conde, nesta quinta-feira (25)


    Abastecimento deve ser retomado, gradativamente, a partir das 18h. Abastecimento de água serpa suspenso até 18h Adonias Silva/G1 O abastecimento de água está suspenso nesta quinta-feira (25) em mais de 50 localidades de João Pessoa, além dos...


    Abastecimento deve ser retomado, gradativamente, a partir das 18h. Abastecimento de água serpa suspenso até 18h Adonias Silva/G1 O abastecimento de água está suspenso nesta quinta-feira (25) em mais de 50 localidades de João Pessoa, além dos municípios de Cabedelo e Conde, Região Metropolitana de João Pessoa. O abastecimento deve ser retomado, gradativamente, a partir das 18h. Veja a lista dos bairros abaixo. A interrupção do fornecimento de água foi necessária para que técnicos da Cagepa realizem manutenção corretiva de urgência nas estações elevatórias do complexo de Gramame. A intervenção é necessária para garantir o bom funcionamento dos serviços de tratamento e distribuição de água na região. Localidades sem água nesta quinta-feira Pedro Gondim Bairro dos Estados Bairro dos Ipês Jardim Luna Miramar Tambauzinho Cabo Branco Tambaú Manaíra Bessa Jardim Oceania São José Bancários Anatólia Jardim São Paulo Timbó Jardim Cidade Universitária Castelo Branco Cristo Rangel Costa e Silva Jardim Veneza Vieira DIniz Bairro das Indústrias Cidade Verde (I, II e III) Distrito Industrial Altiplano Cidade Recreio Quadramares Praia da Penha Seixas Loteamento Bela Vista Funcionários (II, III, IV) Esplanada (I e II) Grotão Jardim Sepol Ernani Sátiro Costa e Silva Geisel José Américo idade dos Colibris Água Fria Mangabeira Valentina Muçumagro Paratibe Polo Turístico Benjamin Maranhão CIdade Verde (Mangabeira) Jacarapé Cidade Jardim Colinas do Sul Portal do Sol Cabedelo Conde
    Candidato chega com 12 horas de antecedência em fila para vagas de emprego, em Campina Grande

    Candidato chega com 12 horas de antecedência em fila para vagas de emprego, em Campina Grande


    Segunda edição da Feira de Empregabilidade oferta cerca de 200 vagas nesta quinta-feira. Uma hora e meia antes do início das atividades, fila já dava a volta no quarteirão. José Neto foi o primeiro a chegar na fila para concorrer a 200 vagas de...


    Segunda edição da Feira de Empregabilidade oferta cerca de 200 vagas nesta quinta-feira. Uma hora e meia antes do início das atividades, fila já dava a volta no quarteirão. José Neto foi o primeiro a chegar na fila para concorrer a 200 vagas de emprego e estágio, 12 horas antes do início das atividades Reprodução/TV Paraíba A segunda Feira de Empregabilidade acontece nesta quinta-feira (25) em Campina Grande, e desde as 22h da quarta-feira (24), interessados nas 200 vagas distribuídas entre trabalho e estágio já aguardam na fila por uma oportunidade. Às 8h30 desta quinta-feira, cerca de uma hora e meia antes do início das atividades, a fila já dava a volta no quarteirão. Para garantir a entrevista de emprego no evento, algumas pessoas estão no local desde a noite da quarta-feira (23). O jovem José Neto chegou na fila às 22h. Segundo ele, não foi possível dormir na noite anterior porque ele precisa de uma oportunidade. "'A gente precisa de emprego e pra isso tem que ter pontualidade", afirmou o candidato. "Quem quer alcançar seus objetivos tem que enfrentar isso. Estou aqui sendo o primeiro da fila porque quero mostrar de que sou capaz e que realmente estou precisando de um emprego", disse José Neto, o primeiro candidato da fila. Fila com candidatos a vagas de emprego e estágio já dava a volta no quarteirão uma hora e meia antes do início das atividades, em Campina Grande Felipe Valentim/TV Paraíba Renata da Silva Lima também decidiu chegar na noite anterior para aguardar na fila por uma oportunidade. “Tá todo mundo aqui querendo uma oportunidade de trabalho, muita gente desempregada, muita gente querendo só uma oportunidade”, disse à TV Paraíba. Além das vagas, o evento, que começa a partir das 10h, conta com mesa de debates e sorteios de brindes e descontos. A feira promove atividades até as 17h, na Escola Grau Técnico, localizada na rua Miguel Couto, no bairro São José. As 200 vagas ofertadas são para outras empresas, com contratação imediata ou cadastro de reserva. De acordo com a escola, as vagas são ofertadas por agentes integradores conceituados. Conforme a organização, a expectativa é que a feira reúna cerca de 3 mil pessoas. Renata da Silva Lima chegou na fila na noite anterior, para tentar conseguir uma vaga de emprego Reprodução/TV Paraíba Outros serviços durante a feira Ainda segundo a escola, como forma de preparar o cidadão para o mercado de trabalho, além da oferta de vagas de emprego, o evento oferece serviços de análise comportamental e orientações para planejamento de carreiras. Além disso, uma mesa de debates acontece durante à tarde, das 15h às 17h, abordando temas como empregabilidade, perfis e desafios profissionais e inteligência emocional. Para mais informações, os interessados podem entrar em contato através do telefone 83 3088-0808, WhatsApp 83 98798-8680 ou pelo e-mail: campinagrande@grautecnico.com.br. O evento conta com o apoio da Agência de Encaminhamento Grau Técnico e das instituições A&C Relacionamento com Responsabilidade, Câmara de Diretores Lojistas (CDL) e Fundação CDL, Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE), Instituto Euvaldo Lodi (IEL), Sistema Nacional de Emprego (Sine) municipal, Sonda RH, Start Digital e Uniativo Soluções Corporativas. Candidatos aguardam na fila por vagas de trabalho durante segunda Feira de Empregabilidade, em Campina Grande Felipe Valentim/TV Paraíba
    Divulgado resultado definitivo da prova escrita do concurso para promotor do MPPB

    Divulgado resultado definitivo da prova escrita do concurso para promotor do MPPB


    Candidatos habilitados devem fazer inscrição definitiva a partir da sexta-feira. Ministério Público da Paraíba (MPPB) - Procuradoria-Geral de Justiça Krystine Carneiro/G1 Foi divulgado nesta quinta-feira (25) o resultado definitivo, após...


    Candidatos habilitados devem fazer inscrição definitiva a partir da sexta-feira. Ministério Público da Paraíba (MPPB) - Procuradoria-Geral de Justiça Krystine Carneiro/G1 Foi divulgado nesta quinta-feira (25) o resultado definitivo, após recursos, da prova discursiva do concurso para promotor de justiça substituto do Ministério Público da Paraíba (MPPB). O edital de divulgação do resultado foi publicado no Diário Oficial Eletrônico do MPPB e no site da organizadora, junto à lista dos habilitados na prova. Ainda de acordo com o edital, os candidatos habilitados estão convocados para apresentar os documentos relacionados no edital de abertura de inscrições para se habilitarem à inscrição definitiva. Veja edital do concurso para promotor de justiça substituto do MPPB As inscrições definitivas vão ser realizadas na Secretaria da Comissão do Concurso, protocoladas na sede da Procuradoria-Geral de Justiça, no Centro de João Pessoa. O horário de inscrição é de segunda à quinta-feira, das 8h às 12h e das 14h às 18h e na sexta-feira, das 7h às 13h. O prazo de inscrição abre na sexta-feira (26) e vai até 25 de maio. Conforme o edital, a inscrição definitiva é exclusivamente presencial, admitindo-se a possibilidade de o candidato ser representado por procurador com poderes específicos, desde que atenda às exigências legais, ficando retido o respectivo instrumento procuratório junto ao formulário de inscrição. O concurso para promotor de Justiça substituto do MPPB oferece dez vagas, sendo duas delas destinadas a candidatos negros e uma a candidato com deficiência. As próximas etapas do concurso serão: prova oral, prova de tribuna e curso de formação com 60 horas/aula, que deve durar cerca de um mês. Das cinco etapas, apenas a prova de tribuna é classificatória. As demais são eliminatórias e classificatórias. Os candidatos também serão submetidos a teste psicotécnico.
    VÍDEOS: Bom Dia Paraíba desta quinta-feira, 25 de abril

    VÍDEOS: Bom Dia Paraíba desta quinta-feira, 25 de abril


    Assista aos vídeos do telejornal com notícias do estado. Assista aos vídeos do telejornal com notícias do...


    Assista aos vídeos do telejornal com notícias do estado. Assista aos vídeos do telejornal com notícias do estado.
    Mercadinho é assaltado três vezes em menos de seis meses, em João Pessoa

    Mercadinho é assaltado três vezes em menos de seis meses, em João Pessoa


    Em assalto desta quinta-feira, suspeitos roubaram produtos do estoque e um quantia em dinheiro. Mercadinho arrombado pela terceira vez fica no bairro Jardim Veneza, em João Pessoa Reprodução/TV Cabo Branco Um pequeno estabelecimento, no bairro...


    Em assalto desta quinta-feira, suspeitos roubaram produtos do estoque e um quantia em dinheiro. Mercadinho arrombado pela terceira vez fica no bairro Jardim Veneza, em João Pessoa Reprodução/TV Cabo Branco Um pequeno estabelecimento, no bairro Jardim Veneza, em João Pessoa, foi arrombado nesta quinta-feira (25), pela terceira vez em menos de seis meses. De acordo com o proprietário, os suspeitos quebraram o piso do local para conseguir quebrar a trava da grade. Os suspeitos roubaram parte do estoque de café, açúcar e outros produtos, além de bebidas. O proprietário do mercadinho informou que os suspeitos também roubaram cerca de R$ 300. O arrombamento foi percebido no início da manhã desta quinta-feira, quando o dono do local chegou para abrir o estabelecimento. Até as 8h25, ninguém havia sido preso.
    Câmara abre processo de cassação contra vereadores envolvidos na 'Xeque-Mate', na PB

    Câmara abre processo de cassação contra vereadores envolvidos na 'Xeque-Mate', na PB


    Processos contra os parlamentares foram encaminhados ao Conselho de Ética da Câmara. Câmara Municipal de Cabedelo Krystine Carneiro/G1 Mais de um ano após a deflagração da Operação Xeque-Mate, a Câmara Municipal de Cabedelo abriu processo de...


    Processos contra os parlamentares foram encaminhados ao Conselho de Ética da Câmara. Câmara Municipal de Cabedelo Krystine Carneiro/G1 Mais de um ano após a deflagração da Operação Xeque-Mate, a Câmara Municipal de Cabedelo abriu processo de cassação dos 10 vereadores que foram presos ou afastados do cargo por conta das investigações do esquema de corrupção na cidade. Os processos contra os parlamentares foram encaminhados ao Conselho de Ética da Câmara pela presidente da Casa, Graça Rezende (MDB), na terça-feira (23). Os vereadores vão ser investigados por quebra de decoro. Os alvos das representações na Câmara são os vereadores Jacqueline Monteiro Franca (PRP), ex-primeira-dama da cidade; Lúcio José do Nascimento Araújo (PRP), que era presidente da Câmara; Tércio de Figueiredo Dornelas (PSL); Antônio Bezerra do Vale Filho (PRP); e Júnior Datele (PEN), que foram presos na Xeque-Mate. O último foi solto e virou colaborador da investigação. Também correm risco de cassação Josué Góes (PSDB); Belmiro Mamede (PRP); Rogério Santiago (PRP); Rosivaldo Galan (PRP) e Moacir Dantas (PP). Estes foram afastados do cargo com a deflagração da Xeque-Mate. O conselho de ética analisa se as representações devem prosseguir ou se elas devem ser arquivadas. Em caso de prosseguimento, elas voltam ao plenário da Câmara, onde a decisão por cassação ou não vai ser tomada. Segundo a Lei Orgânica do Município, para que os vereadores sejam cassados é necessário que dois terços da Câmara votem a favor. Operação Xeque-Mate Iniciada em 3 de abril do ano passado, além dos vereadores a Xeque-Mate também prendeu o então prefeito de Cabedelo, Leto Viana (PRP). A operação teve o objetivo de desarticular um esquema de corrupção na administração pública de Cabedelo, na Grande João Pessoa, mais precisamente na Câmara Municipal e na Prefeitura. A partir da entrada de Leto na prefeitura, os integrantes do grupo teriam passado a praticar uma série de crimes,como desvio de recursos públicos através da indicação de servidores ‘fantasmas’; corrupção ativa e passiva; fraudes a licitações; lavagem de dinheiro; avaliações fraudulentas de imóveis públicos e recebimento de propina para aprovação ou rejeição de projetos legislativos. Na 1ª fase da operação, 26 pessoas foram denunciadas ao Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB).
    Governador da PB veta projeto de lei que sugere sistema para acompanhar inquéritos policiais

    Governador da PB veta projeto de lei que sugere sistema para acompanhar inquéritos policiais


    Projeto de lei é de autoria do deputado Walber Virgulino (Patriota). Veto foi publicado no Diário Oficial do Estado desta quinta-feira (25) Reprodução/Diário Oficial do Estado O governador da Paraíba, João Azevêdo (PSB), vetou um projeto de...


    Projeto de lei é de autoria do deputado Walber Virgulino (Patriota). Veto foi publicado no Diário Oficial do Estado desta quinta-feira (25) Reprodução/Diário Oficial do Estado O governador da Paraíba, João Azevêdo (PSB), vetou um projeto de lei que dispõe sobre a criação de bancos de dados atualizado com informações relativas ao andamento de inquéritos policiais em todas as delegacias policiais. O veto foi publicado no Diário Oficial do Estado (DOE) desta quinta-feira (25). O projeto de lei é de autoria do deputado estadual Walber Virgulino (Patriota) e foi julgado inconstitucional pelo governo. Um dos motivos do veto está baseado no artigo 63 da Constituição Estadual, que fala sobre a criação de leis. Conforme a norma, são de iniciativa privativa do governador do Estado as leis que versam sobre a criação, estruturação e atribuições de secretaria e órgãos da administração pública. O projeto de lei do deputado, por sua vez, esclarece que é atribuição da Secretaria Estadual de Segurança e Defesa Social (Seds), manter o banco de dados atualizado onde deve constar, entre outras informações, boletins de ocorrência lavrados, inquéritos instaurados inquéritos em andamento e inquéritos concluídos com relato de autoria desconhecida. O veto também esclarece que a própria secretaria não tem estrutura técnica e logística para colocar em prática o que propõe o projeto.
    Concurso do IFPB para professores tem mais de 23 mil inscrições deferidas

    Concurso do IFPB para professores tem mais de 23 mil inscrições deferidas


    Concurso oferece 90 vagas. Locais das provas objetivas serão divulgados no dia 27 de maio. Instituto Federal da Paraíba (IFPB) Divulgação/IFPB O concurso público para o cargo de professor promovido pelo Instituto Federal da Paraíba (IFPB) tem...


    Concurso oferece 90 vagas. Locais das provas objetivas serão divulgados no dia 27 de maio. Instituto Federal da Paraíba (IFPB) Divulgação/IFPB O concurso público para o cargo de professor promovido pelo Instituto Federal da Paraíba (IFPB) tem 23.852 candidatos aptos para realizar as provas do certame. O balanço consta na lista final de inscritos divulgada nesta quinta-feira (25) pela instituição. O concurso oferece 90 vagas. Veja a lista final de inscrições deferidas no concurso para professor De acordo com o cronograma, os locais das provas objetivas serão divulgados no dia 27 de maio. Os exames serão aplicados no dia 9 de junho e acontecerão nas cidades de João Pessoa, Cabedelo, Guarabira, Campina Grande, Picuí, Monteiro, Patos, Sousa e Cajazeiras. Já as provas de desempenho estão marcadas para o período de 19 de julho a 12 de agosto e acontecerão nas cidades de Cabedelo, Cajazeiras, Campina Grande, João Pessoa, Patos e Sousa. A entrega de títulos ocorrerá no período de 16 a 25 de setembro. O concurso também prevê a convocação para o procedimento de heteroidentificação (confirmação, por meio de uma banca, de que a autodeclaração do candidato negro é verdadeira), etapa que está prevista para o dia 23 de outubro. O resultado final do concurso está previsto para ser divulgado no dia 22 de novembro. O salário inicial da carreira de professor no IFPB é de R$ 4.463,93, mas varia de acordo com a titulação apresentada pelo candidato no momento de sua nomeação.
    Motorista fica ferido após perder o controle do carro e capotar várias vezes, na Paraíba

    Motorista fica ferido após perder o controle do carro e capotar várias vezes, na Paraíba


    Homem teria perdido o controle durante uma ultrapassagem, conforme testemunhas. Carro ficou destruído após capotagem, na BR-230. Motor foi arremessado. Reprodução/TV Cabo Branco Um homem ficou ferido na noite desta quarta-feira (24) após capotar...


    Homem teria perdido o controle durante uma ultrapassagem, conforme testemunhas. Carro ficou destruído após capotagem, na BR-230. Motor foi arremessado. Reprodução/TV Cabo Branco Um homem ficou ferido na noite desta quarta-feira (24) após capotar o carro várias vezes, na BR-230, próximo a cidade de Santa Rita, Região Metropolitana de João Pessoa. Ele teria perdido o controle do veículo durante uma ultrapassagem. Segundo testemunhas, o motorista do carro estava sozinho e seguia no sentido Campina Grande - João Pessoa. Ele tentou uma ultrapassagem, perdeu o controle da direção e capotou. O motor do veículo foi arremessado e parou metros depois de onde o carro foi encontrado. A vítima foi atendida no local pelo Samu e encaminhada ao Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa. Conforme a unidade de saúde, ele passou por exames e está internado no setor de ortopedia em estado de saúde regular.
    Governo prorroga intervenção nos Hospitais Metropolitano, de Trauma e de Mamanguape, na PB

    Governo prorroga intervenção nos Hospitais Metropolitano, de Trauma e de Mamanguape, na PB


    Governo considerou a necessidade de continuação da intervenção para assegurar a manutenção e funcionamento das unidades. Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa Reprodução/TV Cabo Branco O governador da Paraíba, João Azevêdo (PSB),...


    Governo considerou a necessidade de continuação da intervenção para assegurar a manutenção e funcionamento das unidades. Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa Reprodução/TV Cabo Branco O governador da Paraíba, João Azevêdo (PSB), prorrogou por mais noventa dias o prazo de intervenção do Poder Executivo estadual na gerência, operacionalização e oferta de ações e serviços no Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa, e sua unidade de retaguarda, no Hospital Metropolitano de Santa Rita e no Hospital Geral de Mamanguape. O prazo determinado em fevereiro foi encerrado nesta quinta-feira (25). A prorrogação foi publicada no Diário Oficial do Estado (DOE). O governo considerou a necessidade de continuação da intervenção para assegurar a manutenção do regular e pleno funcionamento das unidades hospitalares. Permanece, portanto, o que já estava garantido no primeiro decreto publicado. Veja o que diz o decreto de intervenção. A intervenção acontece nas questões técnicas, assistenciais, administrativas e financeiras das unidades hospitalares, com o objetivo, de acordo com o decreto, de manter a conformidade dos atos administrativos e o cumprimento das obrigações pactuadas e imprescindíveis à prestação dos serviços públicos de saúde. Um dos motivos da intervenção considera a "ocorrência de fatos que indicam uma instabilidade institucional dentro das Organizações Sociais gestoras das unidades hospitalares", após deflagração da Operação Calvário. Os fatos foram constatados pela Secretaria de Estado da Saúde e pela Superintendência de Coordenação e Supervisão de Contratos de Gestão. Segundo o decreto, a instabilidade pode comprometer a continuidade da prestação dos serviços e a qualidade do atendimento aos usuários.
    Orquestra Sinfônica Jovem da Paraíba inicia temporada nesta quinta-feira, em João Pessoa

    Orquestra Sinfônica Jovem da Paraíba inicia temporada nesta quinta-feira, em João Pessoa


    Concerto acontece no Espaço Cultural e é gratuito. Orquestra Sinfônica Jovem da Paraíba vai se apresentar nesta quinta-feira (25), em João Pessoa Thercles Silva/Secom-PB/Divulgação A Orquestra Sinfônica Jovem da Paraíba abre a temporada...


    Concerto acontece no Espaço Cultural e é gratuito. Orquestra Sinfônica Jovem da Paraíba vai se apresentar nesta quinta-feira (25), em João Pessoa Thercles Silva/Secom-PB/Divulgação A Orquestra Sinfônica Jovem da Paraíba abre a temporada nesta quinta-feira (25), em apresentação gratuita no Espaço Cultural José Lins do Rêgo, em João Pessoa. O concerto começa às 20h30, na Sala de Concertos Maestro José Siqueira, com “Pompa e Circunstâncias 2”, do compositor inglês Edward Elgar e regência de Luiz Carlos Durier, na abertura. O solista da noite será o oboísta Giovani Martins, que executará “Concertino para Oboé e Orquestra, Op. 18”, do compositor alemão Ernst Klughardt e A “March Joyeuse”, do compositor francês Emmanoel Chabrier. A OSJPB ainda irá apresentar composições do francês André Messager e do americano Charles S. Skilton. Serviço: 1º Concerto Oficial da Temporada 2019 da Orquestra Sinfônica Jovem da Paraíba Horário: 20h30 Local: Sala de Concertos Maestro José Siqueira, Espaço Cultural Entrada: Gratuita
    'Vingadores - Ultimato' estreia em pelo menos 30 salas de cinema na Paraíba

    'Vingadores - Ultimato' estreia em pelo menos 30 salas de cinema na Paraíba


    Conclusão da saga da Marvel nos cinemas mostra a luta dos heróis contra o titã Thanos. Jeremy Renner, Don Cheadle, Robert Downey Jr., Chris Evans, Karen Gillan, Rocket (voz de Bradley Cooper), Paul Rudd e Scarlett Johansson em cena de 'Vingadores:...


    Conclusão da saga da Marvel nos cinemas mostra a luta dos heróis contra o titã Thanos. Jeremy Renner, Don Cheadle, Robert Downey Jr., Chris Evans, Karen Gillan, Rocket (voz de Bradley Cooper), Paul Rudd e Scarlett Johansson em cena de 'Vingadores: Ultimato' Divulgação/Marvel O filme “Vingadores - Ultimato”, a conclusão da saga da Marvel nos cinemas, entra em cartaz em pelo menos 30 salas de cinema da Paraíba nesta quinta-feira (25). Os Cinemaxxi de Guarabira e Solânea não divulgaram a programação da semana até o fechamento desta reportagem. 'Vingadores: Ultimato' entrega tudo que fãs queriam em capítulo final emocionante; G1 já viu O filme de super-herói mais esperado da última década se passa após o titã Thanos eliminar metade das criaturas vivas. Os Vingadores precisam lidar com a dor da perda de amigos e seus entes queridos. Com Tony Stark (Robert Downey Jr.) vagando perdido no espaço sem água nem comida, Steve Rogers (Chris Evans) e Natasha Romanov (Scarlett Johansson) precisam liderar a resistência contra o titã louco. Assista ao Trailer de "Vingadores: Ultimato" Os Cinépolis do Manaíra (9 salas, entre elas Macro XE, VIP e comuns) e Mangabeira Shopping (4 salas), Cinesercla do Partage (5 salas) e Centerplex do Mag Shopping (3 salas) têm sessões dubladas e legendadas. O Cinesercla do Shopping Tambiá (6 salas), o Cine Guedes (2 salas), em Patos, e o Cine RT (1 sala), em Remígio, por sua vez, só têm cópias dubladas do filme. Apenas do Cine RT não tem exibição em 3D. Chris Evans em cena de 'Vingadores: Ultimato' Divulgação
    Juiz condena quatro adolescentes após estupro de criança em escola particular de João Pessoa

    Juiz condena quatro adolescentes após estupro de criança em escola particular de João Pessoa


    Condenação prevê internação dos adolescentes, mas teor total sentença não foi divulgado pois o processo corre em segredo de justiça. Polícia investiga mais vítimas de estupro em banheiro de escola e ex-funcionário suspeito, na...


    Condenação prevê internação dos adolescentes, mas teor total sentença não foi divulgado pois o processo corre em segredo de justiça. Polícia investiga mais vítimas de estupro em banheiro de escola e ex-funcionário suspeito, na PB Reprodução/TV Cabo Branco Quatro adolescentes foram condenados pelo juiz da 2ª Vara da Infância e Juventude em João Pessoa, Luiz Augusto Souto Cantalice, pelo ato infracional análogo ao crime de estupro de vulnerável. Três dos quatro adolescentes foram apreendidos na investigação do estupro de uma criança que ocorreu em uma escola particular da capital paraibana. Um deles segue foragido. A sentença foi prolatada na noite desta quarta-feira (24). Os quatro adolescentes foram condenados à pena de internação, que prevê reanálise da necessidade da manutenção, no máximo, em 06 meses. O caso corre em segredo de justiça e por isso o teor total da sentença não está sendo divulgado. A informação da condenação foi confirmada pelo advogado, Aécio Farias, que faz a defesa dos adolescentes. Ele considerou a sentença o “maior erro judicial do universo”. “Não havia qualquer prova para condenação. Além do mais, o processo está cheio de nulidades e a maior delas, sem dúvida, foi a existência de assistentes de acusação, o que é extremamente proibido. Vamos recorrer ainda hoje”, disse o advogado na noite desta quarta-feira. Entenda o caso Três adolescentes foram apreendidos suspeitos de ato infracional semelhante ao crime de estupro praticado contra uma criança de oito anos dentro de uma escola particular, em João Pessoa. Um quarto suspeito permanece foragido. As apreensões aconteceram em decorrência de mandados judiciais após processo que tramita em segredo de justiça desde maio de 2018. Um ex-zelador suspeito de participar nos estupros também foi preso. Outros casos de estupro começaram a ser apurados ao longo da investigação. Primeiro caso A investigação começou em maio de 2018, com a denúncia da primeira vítima, uma criança de 8 anos, que disse ter sido estuprada dentro do banheiro do colégio Geo. O processo começou a tramitar em segredo de justiça desde o primeiro depoimento. Os abusos vieram à tona após a mãe de uma das vítimas receber um aviso da escola que comunicava que o filho dela estava indo com muita frequência ao banheiro. Além disso, a criança também passou a ter um “comportamento agressivo e também choroso”. “Em conversa com a mãe, a vítima contou sobre os abusos e a investigação foi iniciada”, disse a delegada Joana D'arc Sampaio.
    VÍDEOS: JPB2 (TV Cabo Branco) desta quarta-feira, 24 de abril

    VÍDEOS: JPB2 (TV Cabo Branco) desta quarta-feira, 24 de abril


    Assista aos vídeos do telejornal com notícias de João Pessoa e região. Assista aos vídeos do telejornal com notícias de João Pessoa e...


    Assista aos vídeos do telejornal com notícias de João Pessoa e região. Assista aos vídeos do telejornal com notícias de João Pessoa e região.
    Operação detém 41 pessoas na Paraíba, após 14 horas de trabalho, diz polícia

    Operação detém 41 pessoas na Paraíba, após 14 horas de trabalho, diz polícia


    #PC27 foi deflagrada nos 26 estados e no DF, nesta quarta-feira (24), com mais de 1 mil mandados. Operação foi realizada pela Polícia Civil, com apoio da Polícia Militar em alguns pontos Reprodução/TV Cabo Branco Na Paraíba, 41 pessoas foram...


    #PC27 foi deflagrada nos 26 estados e no DF, nesta quarta-feira (24), com mais de 1 mil mandados. Operação foi realizada pela Polícia Civil, com apoio da Polícia Militar em alguns pontos Reprodução/TV Cabo Branco Na Paraíba, 41 pessoas foram detidas pela operação, deflagrada nos 26 estados brasileiros e no Distrito Federal, nesta quarta-feira (24), de acordo com a Polícia Civil. A #PC27 teve o objetivo de prender foragidos da Justiça, suspeitos e acusados de crimes graves. Foram expedidos mais de 1 mil mandados de prisão e de busca e apreensão em todo o país. Após 14 horas de trabalho, foram presos 39 adultos e dois adolescentes foram apreendidos. No estado, as prisões ocorreram por crimes como homicídio, estupro, assaltos, tráfico de drogas e porte ilegal de armas, segundo a Polícia Civil. A polícia informou que, desse total, 11 pessoas já haviam sido condenadas pela justiça e tinham sentenças para ser cumpridas, enquanto sete ainda não tinham passado por julgamento, mas eram procuradas por ordens de prisões preventivas. Outros oito mandados de prisão temporária foram cumpridos e 13 pessoas foram presas em flagrante delito. Conforme divulgado no fim da manhã desta quarta-feira (24), parte das prisões aconteceu em João Pessoa, Alhandra, Monteiro, Patos, Princesa Isabel, Catolé do Rocha e Itaporanga. Em algumas cidades a ação contou com o apoio da Polícia Militar. Além disso, a polícia apreendeu 11 armas de fogo, 30 pedras de crack e uma quantidade não divulgada de maconha e cocaína. A operação mobilizou 120 policiais e 40 viaturas na Paraíba. E-golpe A operação também buscou, na Paraíba, desarticular um grupo suspeito de fraudes na venda de carros pela internet. Conforme o delegado Marcos Vasconcelos, os suspeitos copiavam o anúncio de uma outra pessoa pela internet, criavam um anúncio mais barato, realizavam uma interlocução com os interessados e o real vendedor do carro, criando uma história falsa, e vendiam o veículo. No entanto, a vítima nunca recebia o produto da compra. A investigação envolveu a venda de veículos por estelionatários em Goiás e no Mato Grosso.
    TCE-PB aplica R$ 3,3 milhões em multas por irregularidades com empresa contratada pelo Governo

    TCE-PB aplica R$ 3,3 milhões em multas por irregularidades com empresa contratada pelo Governo


    Organização social havia sido contratada para a gestão de um hospital na cidade de Patos. Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB), em João Pessoa Reprodução/TV Cabo Branco O Pleno do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB)...


    Organização social havia sido contratada para a gestão de um hospital na cidade de Patos. Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB), em João Pessoa Reprodução/TV Cabo Branco O Pleno do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB) aplicou mais de R$ 3,3 milhões em multas após constatar irregularidades na gestão da Organização Social Instituto de Gestão em Saúde, contratada pela Secretaria de Estado da Saúde para administrar a Maternidade Dr. Peregrino Filho no município de Patos, durante o exercício de 2013. O TCE constatou elevados gastos com terceirização e irregularidades que apontam prejuízos na ordem de R$ 3 milhões. Segundo o tribunal, os valores pagos sem comprovação e em excesso a empresas locais e de outras regiões do País. A decisão foi tomada nesta quarta-feira (24). O TCE responsabilizou a culpa ao presidente da Organização Social, Eduardo Reche Souza, a quem foi imputado o débito no valor de R$ 3.007.768,70, mais multas de R$ 300.776,87, e R$ 5.000, em razão da realização de despesas não comprovadas, irregulares e lesivas ao patrimônio público. Também foi aplicada multa no valor de R$ 5.000 ao então secretário Waldson Dias de Sousa. O G1 tentou entrar em contato com Waldson Dias de Sousa, mas as ligações não foram atendidas. G1 não conseguiu contato com Eduardo Reche Souza. A Secretaria de Estado da Saúde informou que ainda não foi formalmente notificada da decisão. Disse ainda que todos os alertas sinalizados pelos órgãos de controle são aceitos e considerados para melhorar a qualidade do serviço prestado e da transparência pública. E disse também que vem aprimorando o acompanhamento das Organizações Sociais que possuem contrato com a Secretaria. O relator do processo foi o conselheiro Nominando Diniz Filho. A corte acompanhou o voto dele. O processo nº 07147/16 surgiu de uma inspeção especial realizada naquela unidade de saúde durante a gestão do ex-secretário. No voto, o relator destacou várias irregularidades, entre elas os gastos no montante de R$ 952.728,00 com a empresa sem a devida comprovação dos serviços. Do mesmo modo em relação à contratação de outra empresa visando a manutenção predial, mediante pagamento de R$ 1.032.000,00. No final, o Tribunal de Contas entendeu ainda por cientificar o governador do Estado, João Azevedo, no tocante à desqualificação do Instituto de Gestão em Saúde – GERIR, como organização social, e pelo encaminhamento de cópias da decisão ao Ministério da Justiça, Ministério Público comum, Policia Federal, Receita Federal e Assembléia Legislativa.
    Menor preço da gasolina em João Pessoa tem alta de R$ 0,50, aponta Procon-JP

    Menor preço da gasolina em João Pessoa tem alta de R$ 0,50, aponta Procon-JP


    Preço do GNV se manteve, mas álcool e diesel S10 também registraram aumentos. Preço dos combustíveis foi pesquisado pelo Procon-JP, nesta quarta-feira (24) Artur Ferraz/G1 O menor preço da gasolina em João Pessoa teve uma alta de R$ 0,50,...


    Preço do GNV se manteve, mas álcool e diesel S10 também registraram aumentos. Preço dos combustíveis foi pesquisado pelo Procon-JP, nesta quarta-feira (24) Artur Ferraz/G1 O menor preço da gasolina em João Pessoa teve uma alta de R$ 0,50, quando comparado ao constatado em uma pesquisa feita em março, conforme divulgado pela Secretaria Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon-JP), nesta quarta-feira (24). Veja a pesquisa do Procon sobre os preços dos combustíveis em João Pessoa Segundo o órgão, no dia 13 de março, o produto foi encontrado pelo valor mínimo de R$ 3,699, mas, nesta quarta-feira, o menor preço constatado foi de R$ 4,199 (Millenium - Água Fria). O maior preço do combustível, que na última pesquisa era de R$ 4,399, passou a ser de R$ 4,599 (Auto Posto - Mangabeira), apresentando um aumento de R$ 0,20, conforme a Secretaria. Em todos os 103 postos em atividade houve elevação no custo. Já o álcool registrou uma alta de R$ 0,46 no menor preço, passando de R$ 2,779 para R$ 3,230 (Posto GF - Centro), enquanto o maior valor aumentou de R$ 3,349 para R$ 3,599, conforme informado pela Secretaria. Em relação ao diesel S10, o levantamento do Procon-JP apontou que também houve um aumento no menor preço, que passou de R$ 3,389 para R$ 3,452 (Extra Petróleo - Mangabeira). Em contrapartida, foi verificada uma queda no maior preço, que caiu de R$ 3,991 para R$ 3,699 (Vitória - Jaguaribe). Apesar dessas elevações, o preço do gás natural veicular (GNV) não teve mudanças. O menor se manteve em R$ 3,690 (Metrópole - Torre) e o maior em 3,740 (Santa Júlia - Epitácio Pessoa).
    Depois de 5 anos internada, jovem paciente de hospital passeia em shopping de João Pessoa

    Depois de 5 anos internada, jovem paciente de hospital passeia em shopping de João Pessoa


    Natanielly Martins, de 14 anos de idade, possui uma doença degenerativa. Natanielly Martins, 14 anos, passeia em shopping pela primeira vez após cinco anos internada. Reprodução/TV Cabo Branco Depois de 5 anos internada, a adolescente Natanielly...


    Natanielly Martins, de 14 anos de idade, possui uma doença degenerativa. Natanielly Martins, 14 anos, passeia em shopping pela primeira vez após cinco anos internada. Reprodução/TV Cabo Branco Depois de 5 anos internada, a adolescente Natanielly Martins, que possui uma doença degenerativa, saiu pela primeira nesta quarta-feira (24) do hospital para um passeio em um shopping de João Pessoa. Para passar, no máximo, duas horas e meia no shopping, ela foi acompanhada de médicos do hospital e de um suporte ventilatório. A jovem estava contando os dias para esta visita, diferente dos dias habituais no Hospital Universitário Lauro Wanderley. O hospital e o shopping montaram um esquema especial para o passeio, devido às necessidades de Natanielly, que quase não possui movimentos e respira com ajuda de aparelhos. Natanielly e equipe do Hospital Universitário Lauro Wanderley, onde está internada há cinco anos. Reprodução/TV Cabo Branco Em reportagem da TV Cabo Branco, a fisioterapeuta Eliza Juliana contou sobre o preparo para o passeio: “A gente preparou com muito carinho, com muita segurança, afinal de contas foi a primeira vez que ela saiu das paredes do hospital e veio ter momentos de lazer. Estamos aqui em equipe multiprofissional, elaboramos um roteiro em parceira com o shopping. Todos os procedimentos de saúde que ela precisa estão garantidos, para garantir um pouco de qualidade de vida, muita qualidade de vida". A expectativa foi grande, Natanielly disse que mal dormiu. Antes do passeio, a jovem passou na enfermaria para poder fazer um procedimento de aspiração. A partir daí, começou a diversão. Ela passou por lojas de perfume, roupas e brinquedos: “Muito legal, ganhei presente, um monte de presente”, disse.
    Suspeito preso por roubo atacava apenas mulheres em Campina Grande, diz PM

    Suspeito preso por roubo atacava apenas mulheres em Campina Grande, diz PM


    Pelo menos 10 vítimas foram identificadas pela Polícia Militar nos últimos dias. Suspeito de roubar mulheres em Campina Grande usava réplicas de armas, facas e facões Reprodução/TV Paraíba Um homem suspeito de praticar roubos contra mulheres...


    Pelo menos 10 vítimas foram identificadas pela Polícia Militar nos últimos dias. Suspeito de roubar mulheres em Campina Grande usava réplicas de armas, facas e facões Reprodução/TV Paraíba Um homem suspeito de praticar roubos contra mulheres em Campina Grande foi preso na manhã desta quarta-feira (24). A Polícia Militar conseguiu encontrar a casa onde ele guardava todos os objetos furtados. O que chamou a atenção é que o suspeito só atacava mulheres. Um levantamento rápido feito pela Polícia Militar identificou mais de 10 vítimas atacadas nos últimos dias. A maior parte dos roubos ocorriam no bairro Alto Branco. A última vítima que ele havia feito foi uma cabeleireira Segundo a Polícia Militar, o homem agia em um veículo de cor prata e abordava as vítimas que andavam pelas ruas. Geralmente ele pedia para as mulheres tirarem tudo que tivessem de valor e colocar dentro do carro. Há alguns dias, a Polícia Militar conseguiu identificar a placa do carro que o suspeito usava. Na manhã desta quarta-feira, o veículo foi visto estacionado na rua Getúlio Vargas, no Centro da cidade, em frente a um imóvel. O suspeito foi visto no local e quando a Polícia Militar entrou na casa encontrou todos os objetos que haviam sido roubados das mulheres. Também foram encontrados simulacros (imitações) de armas de fogo, facas e facões. O suspeito foi levado para a Central de Polícia Civil. Suspeito de roubar mulheres em Campina Grande usava carro prata para ações criminosas. Reprodução/TV Paraíba
    VÍDEOS: JPB1 (TV Cabo Branco) desta quarta-feira, 24 de abril

    VÍDEOS: JPB1 (TV Cabo Branco) desta quarta-feira, 24 de abril


    Assista aos vídeos do telejornal com notícias de João Pessoa e região. Assista aos vídeos do telejornal com notícias de João Pessoa e...


    Assista aos vídeos do telejornal com notícias de João Pessoa e região. Assista aos vídeos do telejornal com notícias de João Pessoa e região.
    Homem acusado de estuprar crianças em escola particular do Recife é preso na Paraíba

    Homem acusado de estuprar crianças em escola particular do Recife é preso na Paraíba


    Marido de dona da escola foi preso em Pombal, no Sertão paraibano, nesta quarta-feira (24). Vítimas têm entre 3 e 6 anos de idade, segundo a Polícia Civil. Departamento de Polícia da Criança e do Adolescente (DPCA) fica na Zona Oeste do...


    Marido de dona da escola foi preso em Pombal, no Sertão paraibano, nesta quarta-feira (24). Vítimas têm entre 3 e 6 anos de idade, segundo a Polícia Civil. Departamento de Polícia da Criança e do Adolescente (DPCA) fica na Zona Oeste do Recife Reprodução/Google Street View Um homem de 47 anos acusado de estuprar crianças em uma escola particular no Centro do Recife foi preso, nesta quarta (24), em Pombal, no Sertão da Paraíba. Ele estava foragido desde setembro de 2018, quando a Polícia Civil recebeu ao menos seis denúncias de mães que afirmaram que os filhos tinham sido abusados pelo marido da dona da escola. Segundo o delegado Ademir de Oliveira, do Departamento de Policia da Criança e do Adolescente (DPCA), responsável pelas investigações, o homem foi preso após a expedição de um mandado de prisão preventiva pela Justiça. Segundo a polícia, as vítimas dos estupros têm entre 2 e 6 anos de idade. "Não há dúvidas sobre esse caso, porque temos exames e o depoimento de testemunhas e das crianças. Depois da primeira denúncia, outras mães foram à polícia para falar sobre o caso", afirma o delegado. O homem, que não teve o nome divulgado, foi encaminhado de Pombal para o Recife. Após passar por exame de corpo de delito no Instituto de Medicina Legal (IML), em Santo Amaro, na área central da capital pernambucana, ele segue para o Centro de Observação Criminológica e Triagem Professor Everardo Luna (Cotel), em Abreu e Lima, no Grande Recife. Detalhes Em entrevista coletiva realizada, nesta quinta-feira (25), no Recife, o gestor do DPCA, delegado Darlson Macedo, afirmou que o homem preso na Paraíba ficou calado durante o depoimento e informou que só vai falar quando o caso chegar ao Judiciário. Macedo detalhou as investigações e informou quais foram as conclusões da polícia, após as investigações e depoimentos das mães e das vítimas, ouvidas com auxílio de equipes especializadas. “Ele oferecia bombons e sorvetes para as crianças e levava as vítimas para o primeiro andar da creche, onde trabalhava. Os depoimentos mostram histórias bem parecidas e, por isso, a polícia e o Judiciário entenderam que ele realmente praticava os abusos”, afirmou o delegado. Macedo afirmou que o homem agia sozinho e a polícia constatou que a mulher dele, dona do estabelecimento, não tinha conhecimento dos crimes. “Ela mostrou indignação e disse que não sabia dos acontecimentos. Realmente, na hora em aconteciam os abusos, ela não estava presente, como ficou claro nos depoimentos das vítimas”, observou. Entenda o caso O caso foi descoberto depois que uma das crianças reclamou de dores na genitália e contou à mãe que o marido da dona da escola o levava para o primeiro andar do local para tocar nas partes íntimas. Outras vítimas apareceram e recorreram ao Conselho Tutelar, de onde foram encaminhadas para a Polícia Civil. Segundo a polícia, as mães relataram que as crianças demonstraram não querer retornar às atividades realizadas na escola, um dos motivos que levaram as famílias a desconfiarem dos abusos.
    Aesa prevê chuvas dentro da média até junho na Paraíba; Litoral deve atingir 900 mm

    Aesa prevê chuvas dentro da média até junho na Paraíba; Litoral deve atingir 900 mm


    Chuvas acima da média também são prováveis em pontos isolados. Aquecimento do oceano Atlântico Sul maior que o do Atlântico Norte favoreceu chuvas no Nordeste. Chuva com relâmpagos e trovões em João Pessoa Bramon/Divulgação A Agência...


    Chuvas acima da média também são prováveis em pontos isolados. Aquecimento do oceano Atlântico Sul maior que o do Atlântico Norte favoreceu chuvas no Nordeste. Chuva com relâmpagos e trovões em João Pessoa Bramon/Divulgação A Agência Executiva de Gestão de Água da Paraíba (Aesa) divulgou nesta quarta-feira (24) que deve chover dentro do esperado histórico nos próximos três meses no estado. A região que mais deve registrar chuvas é o Litoral, com uma previsão de 900 milímetros. A previsão é para o restante de abril e para os meses de maio e junho. A previsão não descarta a possibilidade de chuvas acima da normalidade em algumas cidades destas regiões. “Mesmo com a previsão de índices pluviométricos dentro da média, é muito provável a ocorrência de chuvas intensas em pontos isolados”, explicou o gerente de Monitoramento e Hidrometria da Aesa, Alexandre Magno Teodósio de Medeiros. Previsões de volume de chuva por região (abr/jun) Litoral - 900 mm Brejo - 600 mm Agreste - 430 mm Sertão - 300 mm Cariri - 240 mm Ainda de acordo com o Alexandre Magno, o prognóstico indica probabilidades de uma tendência média do volume acumulado de chuva para todo o quadrimestre e não para cada mês em particular. De acordo com o Prognóstico Climático da Aesa, “o oceano Atlântico Sul permaneceu mais aquecido do que o Norte e essa condição manteve a Zona de Convergência Intertropical mais ao sul de sua posição climatológica, favorecendo as chuvas na região Nordeste do Brasil”, descreve o documento elaborado pela equipe de meteorologistas do Governo do Estado.
    Terminal de Integração de Campina Grande passa por mudanças a partir de 1º de maio

    Terminal de Integração de Campina Grande passa por mudanças a partir de 1º de maio


    Não vai ser necessário apresentar cartão de passagem nas catracas para entrar no terminal; opção de integração temporal não vale para usuário que pagar passagem em dinheiro. Terminal de Integração de ônibus em Campina...


    Não vai ser necessário apresentar cartão de passagem nas catracas para entrar no terminal; opção de integração temporal não vale para usuário que pagar passagem em dinheiro. Terminal de Integração de ônibus em Campina Grande Reprodução/TV Paraíba A partir do dia 1º de maio haverá novas mudanças no funcionamento do Terminal de Integração de Campina Grande. A informação foi divulgada na manhã desta quarta-feira (24) durante uma coletiva de imprensa no auditório do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros (Sitrans). De acordo com o sindicato, o terminal vai funcionar como qualquer outro ponto de ônibus, não sendo preciso os usuários apresentarem o cartão de passagem nas catracas. Integração Temporal de Campina Grande entra em vigor no sábado, decide conselho Veja mudanças com sistema de Integração Temporal em Campina Grande Segundo o Sitrans, as catracas na entrada do terminal de integração agora só vão servir para a contagem de passageiros que entram no local. Para pagar apenas uma passagem, o usuário terá que cumprir o tempo de uma hora, como nos outros pontos da cidade fora do terminal. Caso o tempo seja esgotado, o usuário terá que pagar por uma nova passagem. Conforme o especialista em transportes públicos, Carlos Batinga, que esteve na coletiva para explicar o novo funcionamento da integração temporal, apesar da mudança, toda a estrutura física do terminal será mantida, incluindo o posto do Sitrans e o de policiamento. Não há integração para passagem em dinheiro Ainda de acordo com o Sitrans, o usuário que pagar a passagem do ônibus em dinheiro não terá o direito de integrar, ou seja, ele não poderá entrar em um segundo ônibus mesmo dentro do prazo de uma hora. “Isso não será um problema, já que 80% dos usuários já usam o cartão temporal”, disse o especialista em transportes públicos, Carlos Batinga. A partir do dia 1º de maio haverá mudanças no funcionamento do Terminal de Integração de Campina Grande Felipe Valentim/TV Paraíba
    VÍDEOS: JPB1 (TV Paraíba) desta quarta-feira, 24 de abril

    VÍDEOS: JPB1 (TV Paraíba) desta quarta-feira, 24 de abril


    Assista aos vídeos do telejornal com notícias do interior do estado. Assista aos vídeos do telejornal com notícias do interior do...


    Assista aos vídeos do telejornal com notícias do interior do estado. Assista aos vídeos do telejornal com notícias do interior do estado.

    Divulgado edital de concurso da prefeitura de Picuí, PB


    Concurso oferece 46 vagas de emprego em cargos com salários de até R$ 3,9 mil. Foi divulgado na terça-feira (23) o edital do concurso da prefeitura de Picuí, no Brejo paraibano. O concurso oferece 46 vagas de emprego para cargos de todos os níveis...

    Concurso oferece 46 vagas de emprego em cargos com salários de até R$ 3,9 mil. Foi divulgado na terça-feira (23) o edital do concurso da prefeitura de Picuí, no Brejo paraibano. O concurso oferece 46 vagas de emprego para cargos de todos os níveis de escolaridade. As provas são em julho e os salários variam entre R$ 998 e R$ 3.928,15. Veja edital do concurso da prefeitura de Picuí De acordo com o edital, o cargo com mais vagas é o de médico, com três oportunidades para pessoas com curso superior em medicina mais registro no CRM. Os cargos com maiores salários são os de orientador educacional, psicólogo educacional e supervisor escolar. Além destes cargos, também há vagas para auxiliar administrativo, auxiliar de serviços gerais, agente de segurança, motorista categoria D, operador de máquinas, agente administrativo, auxiliar de consultório dentário, fiscal de tributos, intérprete brailista, intérprete para deficientes auditivos, inspetor escolar, profissional de apoio ao estudante com deficiência (cuidador), técnico em edificações, técnico em enfermagem, técnico de prótese dentária, assistente social, agroecólogo, enfermeiro Samu, educador físico, fisioterapeuta, fonoaudiólogo, médico auditor, nutricionista, odontólogo, professor (artes, ciências, educação física, história, língua portuguesa, língua inglesa, polivalente, ensino religioso, educação infantil, matemática e geografia) e terapeuta ocupacional. As inscrições abrem às 10h da segunda-feira (29) e vão até o dia 26 de maio. Os candidatos devem se inscrever exclusivamente pela internet, no site da organizadora. As taxas de inscrição custam R$ 60 para cargos de nível fundamental, R$ 80 para cargos de nível médio e R$ 100 para cargos de nível superior. As provas estão previstas para acontecer no dia 14 de julho. Concurso da Prefeitura de Picuí Vagas: 46 Níveis: fundamental, médio e superior Salários: R$ 998 a R$ 3.928,15 Prazo de inscrição: 29 de abril a 26 de maio Local de inscrição: site da organizadora, Cpcon Taxas de inscrição: R$ 60 (nível fundamental), R$ 80 (médio) e R$ 100 (superior) Provas: 14 de julho Edital do concurso da Prefeitura de Picuí