G1 > Pará

    Presos mandaram matar PM da reserva em Belém, diz Polícia; suposto executor é detido


    De acordo com a Polícia, os três indiciados pelo crime são integrantes de uma facção criminosa. Foram identificados três suspeitos de envolvimento na morte do policial militar da reserva Valdomiro de Oliveira Barros, 51, morto em uma loja de...

    De acordo com a Polícia, os três indiciados pelo crime são integrantes de uma facção criminosa. Foram identificados três suspeitos de envolvimento na morte do policial militar da reserva Valdomiro de Oliveira Barros, 51, morto em uma loja de conveniência, onde trabalhava como segurança no bairro do Jurunas, em Belém, na noite do dia 27 de março de 2018. Dois dos criminosos ordenaram a execução de dentro do Complexo de Santa Izabel do Pará, onde estão presos, segundo o delegado Márcio Murilo. O terceiro foi identificado como envolvido na execução da vítima. De acordo com a Polícia, os três indiciados pelo crime são integrantes de uma facção criminosa. Um deles é apontado como principal idealizador de ações criminosas. O crime PM é baleado na Roberto Camelier, bairro do Jurunas, em Belém Valdomiro foi morto em 27 de março de 2018, dentro de uma loja de conveniências, no bairro do Jurunas, em Belém. Toda a ação dos bandidos foi registrada por câmeras de segurança do estabelecimento, localizado na av. Roberto Camelier. As imagens mostram que os bandidos tinham a intenção de matar o policial. Cinco criminosos chegaram em um carro prata. Quatro deles desceram do veículo e foram em direção ao policial, realizando vários disparos. A arma do PM foi levada.

    Há meses desatualizado, portal da Alepa apresenta falha na transparência com gastos de parlamentares


    Eleitores que procuram saber os gastos dos deputados não conseguem encontrar as informações. Reportagem mostra falta de transparência no portal da Alepa A desatualização do portal da Assembleia Legislativa do Pará (Alepa) prejudica o cumprimento...

    Eleitores que procuram saber os gastos dos deputados não conseguem encontrar as informações. Reportagem mostra falta de transparência no portal da Alepa A desatualização do portal da Assembleia Legislativa do Pará (Alepa) prejudica o cumprimento da lei da transparência. Eleitores que procuram saber os gastos dos deputados não conseguem encontrar as informações há três meses. De acordo com a Alepa, o valor atual do salário dos deputados é R$25.322,25 mil, além de verba de gabinete no valor de R$106 mil e verba indenizatória de R$35 mil. O dinheiro deve ser utilizado para gastos considerados emergenciais, como transporte, hospedagem, alimentação e consultorias. A lei da transparência estabelece a liberação, em tempo real, de dados sobre a execução orçamentária e financeira, em meios eletrônicos de acesso público. A medida deve ser cumprida nas três esferas - união, estados e municípios. Três anos após a sanção da lei, a regulamentação teve reforço. A lei, que entrou em vigor em maio de 2012, no governo Dilma Rousseff, determina que a destinação dos recursos públicos seja divulgada nos portais da transparência, para que qualquer pessoa tenha acesso. No portal, está difícil acompanhar como os deputados têm utilizado os recursos. As despesas da casa com servidores e parlamentares estão misturadas. O subsecretário legislativo, Jarbas Porto disse que não sabia do problema até ter sido procurado pela reportagem. Segundo ele, houve um problema no servidor. "Vamos ficar vigilantes para que isso não aconteça mais", afirmou. O Tribunal de Contas do Estado (TCE) informou que acompanha o cumprimento da divulgação das informações exigidas pelas leis de responsabilidade fiscal, da transparência e de acesso à informação e que auditorias e fiscalizações estão em andamento.

    MP apura risco de incêndio no aterro de Marituba, na Grande Belém


    Falta de extintores, grande quantidades de combustíveis e não cumprimento de normas para lidar com incêndio e pânico. Empresa diz que não foi notificada sobre o inquérito e que possui certificação do Corpo de Bombeiros. MP apura irregularidades...

    Falta de extintores, grande quantidades de combustíveis e não cumprimento de normas para lidar com incêndio e pânico. Empresa diz que não foi notificada sobre o inquérito e que possui certificação do Corpo de Bombeiros. MP apura irregularidades de empresa que realiza tratamento de lixo na região metropolitana O Ministério Público do Pará (MPPA) instaurou inquérito para investigar o risco de incêndio na Central de Tratamento de Resíduos de Marituba, que faz parte do Aterro Sanitário do município e até o final de maio deste ano recebe o lixo doméstico de Belém, Ananindeua e Marituba. O inquérito investiga a empresa responsável pelo espaço. Segundo a promotoria, o perigo existe devido à ausência de extintores na área onde os catadores separam o lixo para reciclagem e reaproveitamento. Ainda de acordo com o MPPA, no local há armazenamento de grandes quantidades de combustíveis, que são potencialmente inflamáveis e que o espaço não possui instrumentos ou ferramentas que possam extinguir o fogo em caso de incêndio. No processo o Ministério Público também aponta que um laudo do Corpo de Bombeiros reprova o pedido de licenciamento da empresa responsável pelo aterro sanitário, pois, o espaço não segue as normas de segurança para prevenir incêndio e pânico, um risco já que o aterro sanitário emite grande quantidade de gases. Os dados do inquérito foram apresentados por pesquisadores e estão em documentos entregues ao MPPA pela Fundação de Amparo e Desenvolvimento da Pesquisa (Fadesp) ligada à Universidade Federal do Pará (UFPA) e pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Marituba. Em nota, a empresa “Guamá Resíduos Sólidos” informou que tem certificação do Corpo de Bombeiros para funcionar e que o documento tem validade até 2020. Disse ainda que fez adequações solicitadas pela brigada de incêndio e que não recebeu nenhuma notificação sobre o inquérito por parte do Ministério Público.

    Confira boletins do que acontece em Belém e região


    Acompanhe atualizações em tempo real. Confira boletins do que acontece em Belém e região Acompanhe atualizações em tempo...

    Acompanhe atualizações em tempo real. Confira boletins do que acontece em Belém e região Acompanhe atualizações em tempo real.

    Homem é morto em tiroteio com a Polícia no Aurá, em Ananindeua


    Polícia informou que o homem chegou a ser socorrido, mas não resistiu. Um homem foi morto em troca de tiros com a Polícia Militar no Aurá, em Ananindeua, região metropolitana de Belém, na noite desta quinta-feira (25), segundo a Polícia Civil. Ele...

    Polícia informou que o homem chegou a ser socorrido, mas não resistiu. Um homem foi morto em troca de tiros com a Polícia Militar no Aurá, em Ananindeua, região metropolitana de Belém, na noite desta quinta-feira (25), segundo a Polícia Civil. Ele ainda não foi identificado. A Polícia informou que o homem chegou a ser socorrido para a Unidade de Pronto Atendimento da Cidade Nova, mas não resistiu. Segundo as informações iniciais, ele teria reagido a uma abordagem policial no conjunto Pouso das Aracangas, onde ocorreu o tiroteio. O caso está sendo registrado na Seccional da Cidade Nova, em Ananindeua.
    Dupla é morta em troca de tiros com a PM no Guamá, em Belém

    Dupla é morta em troca de tiros com a PM no Guamá, em Belém


    De acordo com a Polícia, os dois, identificados apenas como 'Chibé' e 'Orelha' chegaram a ser levados para a UPA da Terra Firme, mas não resistiram. Polícia apreende drogas e armas com suspeitos mortos em troca de tiros no Guamá. Polícia Militar...


    De acordo com a Polícia, os dois, identificados apenas como 'Chibé' e 'Orelha' chegaram a ser levados para a UPA da Terra Firme, mas não resistiram. Polícia apreende drogas e armas com suspeitos mortos em troca de tiros no Guamá. Polícia Militar / Pará Dois homens morreram em confronto com a Polícia Militar no bairro do Guamá, em Belém, na noite desta quinta (25), segundo a Polícia Civil. O tiroteio ocorreu na esquina das passagens Fé em Deus e Napoleão Laureano. Um terceiro homem conseguiu fugir, após o cerco, segundo a PM. De acordo com a Polícia, os dois, identificados apenas como 'Chibé' e 'Orelha' chegaram a ser levados para a Unidade de Pronto Atendimento da Terra Firme, mas não resistiram. Os policiais apreenderam duas armas com a dupla, sendo uma caseira de calibre 38 e um revólver de calibre 32, duas munições picotadas, além de celulares, trinta papelotes de maconha e 200g de maconha prensada. As mortes por intervenção da Polícia estão sendo registradas na Seccional da Cremação.
    Detentos líderes de facções criminosas no Pará são transferidos para presídios federais

    Detentos líderes de facções criminosas no Pará são transferidos para presídios federais


    Treze presos foram levados em comboio para a Base Aérea de Belém e transferidos em um voo da Força Aérea Brasileira (FAB). Detentos líderes de facções criminosas são transferidos para presídios federais. Susipe / Akira Onuma Treze internos...


    Treze presos foram levados em comboio para a Base Aérea de Belém e transferidos em um voo da Força Aérea Brasileira (FAB). Detentos líderes de facções criminosas são transferidos para presídios federais. Susipe / Akira Onuma Treze internos de presídios do Pará, ligados à liderança de facções criminosas, foram transferidos para unidades federais de segurança máxima nesta quinta-feira (25). De acordo com a Superintendência do Sistema Penitenciário do Estado (Susipe), a transferência dos presos faz parte da operação "Êxodo". Os detentos foram levados em comboio para a Base Aérea de Belém e transferidos em um voo da Força Aérea Brasileira (FAB). Atualmente, 25 presos no Pará estão em presídios federais. O coronel Mauro Matos, diretor-geral da Susipe, informou que a transferência é forma de combater o crime organizado. "O serviço de inteligência identificou lideranças que exerciam algum tipo de influência na execução de crimes dentro e fora dos muros dos presídios", disse. As ações de revista e demais medidas devem ser intensificadas no Pará, de acordo com o secretário Extraordinário de Estado para Assuntos Penitenciários, Jarbas Vasconcelos. "Estamos transferindo nomes, dos mais perigosos, para o sistema federal, esperando que haja uma diminuição das ordens de crimes de grande repercussão violenta nas ruas", afirmou. O esquema de segurança contou com o apoio da Polícia Militar, pelos efetivos Comando de Missões Especiais e Batalhão de Polícia Penitenciária, além da Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup), pelo Grupamento Aéreo.
    Neurocirurgia inédita para tratamento de epilepsia é realizada por hospital do Pará

    Neurocirurgia inédita para tratamento de epilepsia é realizada por hospital do Pará


    A calosotomia foi a cirurgia realizada pela primeira vez no Pará esta semana, no Hospital Ophir Loyola (HOL). A vida de Jhonata da Silva, de 26 anos, era um desafio diário. Ele nasceu com uma malformação cerebral e sofria seis crises epilépticas...


    A calosotomia foi a cirurgia realizada pela primeira vez no Pará esta semana, no Hospital Ophir Loyola (HOL). A vida de Jhonata da Silva, de 26 anos, era um desafio diário. Ele nasceu com uma malformação cerebral e sofria seis crises epilépticas por dia na casa onde vive com a família em Boa Vista do Cuçari, no município de Prainha, oeste do Pará. A condição impediu que ele estudasse e trabalhasse. O quadro não se estabalizava, apesar do tratamento diário feito com quatro medicações. A esperança de ter qualidade vida surgiu com a calosotomia, metodologia cirúrgica realizada pela primeira vez no Pará esta semana, no Hospital Ophir Loyola (HOL), em Belém. O neurocirurgião do Hospital, Francinaldo Gomes, especialista em cirurgia de epilepsia, explica que a intervenção é indicada para casos de epilepsia refratária, que não apresenta resposta ao tratamento com dois ou mais medicamentos. Era a situação de Jhonata. Na cirurgia, uma parte do corpo caloso é separada, levando à desconexão das partes frontais do cérebro. “O corpo caloso une esses dois hemisférios cerebrais, quando separado limita a propagação da atividade epiléptica de um lado para outro, melhorando as crises”, explicou Francinaldo. A cirurgia durou em torno de duas horas. Utilizou-se um aparelho chamado neuronavegador, que funciona como uma espécie de GPS, unindo os dados das imagens de ressonância magnética com os dados da cabeça do paciente e, desta forma, permitindo determinar a melhor trajetória até o corpo caloso, evitando lesão de estruturas importantes e dando mais segurança ao paciente no momento da cirurgia. A intervenção costuma reduzir significativamente a frequência de crises e o risco de acidentes ocasionados pela queda. Segundo o especialista, as crises do tipo drop attacks (crises atônicas ou ataques de queda) causam um impacto negativo na qualidade vida dos pacientes, que perdem a consciência e caem ao chão e ainda enfrentam o preconceito de pessoas mal informadas acerca da doença. Ao contrário do que muitos ainda pensam, e epilepsia não é contagiosa. O contato com a saliva do paciente não torna uma pessoa epiléptica. “Eles caem com muita frequência e batem muito a cabeça, gerando uma série de consequências, como traumas, fraturas e coágulos nessa região. A cirurgia reduz a quantidade de crises em 70 a 80%, isso permite que o paciente tenha uma vida bem próxima do normal. E em alguns casos, reduz as crises em 100%, garante a cura”, enfatiza o especialista. Essa é a expectativa de Janilvado Carvalho, 48 anos, que largou o emprego desde o nascimento de Jhonata. O jovem também possui dificuldade motora em todo o lado esquerdo do corpo, decorrente da malformação cerebral. Foram anos de luta até o hospital de Santarém encaminhar o paciente para fazer a cirurgia em São Paulo. “Os documentos vieram para cá (Belém) para autorização, então soubemos que o Hospital Ophir Loyola realizava o tratamento cirúrgico da doença. Espero que ele comece a ter uma vida digna”, disse a respeito do filho, que se recupera na Unidade de Terapia Intensiva do hospital.

    Tecido doado por hospital público vira matéria prima para costureiras aprendizes em Ananindeua


    Material que é usado para preservar esterilização de instrumentos cirúrgicos, antes descartado, agora ajuda mulheres a aprender a costurar e ainda se transformam em vários produtos. Costureiras de Ananindeua reaproveitam mantas do Hospital...

    Material que é usado para preservar esterilização de instrumentos cirúrgicos, antes descartado, agora ajuda mulheres a aprender a costurar e ainda se transformam em vários produtos. Costureiras de Ananindeua reaproveitam mantas do Hospital Galileu Uma manta especial usada no Hospital Galileu, em Ananindeua, ganhou um novo uso. O material ajuda a preservar estéreis os instrumentos usados nas cirurgias, mas depois que os kits eram abertos, eram descartados. Agora as mantas se tornaram matéria prima para os sonhos de mulheres que aprendem a costurar e, em cada peça, acrescentam um ponto a mais no empreendedorismo sustentável. As mantas saem do hospital direto para um projeto mantido em uma igreja com o apoio do Ministério Público do Trabalho. Elas são usadas para ensinar um grupo de mulheres a costurar bolsas, jogos americanos, toucas e vários produtos. “Agora conseguimos dar um destino ideal para esse resíduo que era descartado. É uma forma de fazermos uma diferença ainda maior na sociedade e ir além dos muros do hospital”, considera Saulo Mengarda, diretor do hospital. A professora do curso, Fátima Lopes, explica que antes das mantas, as aulas precisavam usar papel e que não era fácil aprender a usar as máquinas de costura com ele. “Com a chegada das mantas conseguimos desenvolver as lições e elas são transformadas em bolsas e aí as alunas conseguem desenvolver toda a criatividade delas”. E em cada exercício, as mulheres ganham novas habilidades e também mantém a esperança de transformar o novo conhecimento em fonte de renda e em um futuro melhor. “Meu foco é ser designer de moda e estilista. E eu pretendo realizar [esse sonho], crescer, andar por lugares e conhecer países pela moda”, acredita Rayara Vidal. O resultado do reaproveitamento do material já é real para quem esta se tornando costureira profissional. “Está dando para ajudar muita coisa, já comprei até uma televisão vendendo esses trabalhos que eu aprendi aqui”, diz orgulhosa Jacirema Neves.
    Cosplay de super-heróis fazem visita a crianças do Centro de Recuperação em Belém

    Cosplay de super-heróis fazem visita a crianças do Centro de Recuperação em Belém


    Por meio de várias atividades de integração, os personagens exploraram a ludicidade no corpo funcional. Cosplays dos Vingadores visitam Centro de Reabilitação em Belém Divulgação Os integrantes do Centro Integrado de Inclusão e Reabilitação...


    Por meio de várias atividades de integração, os personagens exploraram a ludicidade no corpo funcional. Cosplays dos Vingadores visitam Centro de Reabilitação em Belém Divulgação Os integrantes do Centro Integrado de Inclusão e Reabilitação (CIIR) receberam uma visita especial nesta quarta-feira (25). Em comemoração a estreia do filme Vingadores: Ultimato, produzido pela Marvel, um grupo de cosplays levou um pouco da realidade dos super-heróis para o Centro. Por meio de várias atividades de integração, os personagens exploraram a ludicidade no corpo funcional. De acordo com o diretor executivo do CIIR, José Neto, faz parte do lançamento do projeto “Um dia de super-herói”. A proposta é incentivar os colaboradores a trabalharem vestidos de seus super-heróis preferidos em toda primeira sexta-feira do mês. “Convocamos colaboradores e usuários a trazer suas capas e máscaras para combater o mal humor e enfrentar as dificuldades diárias com a leveza e a força de um super-herói”, afirmou. A visita dos Cosplays da Marvel no CIIR foi realizada em parceria com uma loja especializada em produtos relacionados a super-heróis em Belém. Segundo o proprietário do estabelecimento Lorenzo Mangabeira, a ação está sendo pensada desde o ano passado. Projeto elaborou dinamicas especiais para um dia de atividades Divulgação “O principal objetivo da visita foi levar alegria para quem precisa. Quisemos mostrar que os heróis verdadeiros não são aqueles que estão na tela do cinema, mas sim as pessoas que estão no Centro lutando todo dia. Isso foi bastante gratificante para nós. Conseguimos levar uma mensagem positiva para as pessoas”, declarou. O CIIR oferece diversas especialidades e tecnologias, voltados à Pessoa com Deficiência. O projeto prezando pela acessibilidade, assistência segura e humanizada aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS). Para ter acesso aos serviços, o usuário deve ser encaminhado, exclusivamente, por meio das Unidades Básicas de Saúde (UBS).
    MPF estipula prazo de 40 dias para que projeto básico de reforma do Ver-o-Peso seja apresentado à população

    MPF estipula prazo de 40 dias para que projeto básico de reforma do Ver-o-Peso seja apresentado à população


    De acordo com a recomendação do MPF, a apresentação deve ser feita de maneira setorial, respeitando a organização interna dos trabalhadores. A Prefeitura de Belém deve apresentar o projeto básico da reforma do Ver-o-Peso seja a todos os...


    De acordo com a recomendação do MPF, a apresentação deve ser feita de maneira setorial, respeitando a organização interna dos trabalhadores. A Prefeitura de Belém deve apresentar o projeto básico da reforma do Ver-o-Peso seja a todos os feirantes que trabalham no local dentro de 40 dias. Esse é o prazo recomendado pelo Ministério Público Federal (MPF) para que o serviço seja realizado, de acordo com informações divulgadas nesta quinta-feira (25). Em nota, a Prefeitura de Belém informou que não recebeu a recomendação. De acordo com a recomendação do MPF, a apresentação deve ser feita de maneira setorial, respeitando a organização interna dos trabalhadores. Também deve ser dirigida a setores que, mesmo não trabalhando diretamente no complexo, dele dependem para sobreviver ou com ele se relacionam cotidianamente, como camelôs, ribeirinhos, lojistas do comércio, associações civis de apoio e defesa do mercado. A recomendação, assinada pela procuradora da República Nathália Mariel, estipula que as apresentações devem ser planejadas em um cronograma que seja enviado ao MPF e também divulgado publicamente, tanto por meio de cartazes afixados no complexo do Ver-o-Peso quanto por publicações na imprensa e redes sociais da própria prefeitura. A recomendação lembra que, o quanto antes o cronograma de reuniões seja consolidado e enviado ao MPF, mais cedo a reforma poderá ser iniciada, com as devidas adequações. “Tais reuniões devem ocorrer dentro do período de 40 dias a contar do recebimento da presente Recomendação e o cronograma de tais diálogos deve ser publicado no mercado, na imprensa, no site da prefeitura e enviado para acompanhamento pelo MPF o quanto antes para não atraso no cronograma da reforma”, diz o texto, que também notifica a prefeitura de que “as observações de decorrentes da realização das apresentações e tirada de dúvidas devem ser registradas em ata, com o registro inclusive dos questionamentos que forem feitos, em especial dos espaços que não estão a priori contemplados no projeto básico”. Além disso, a recomendação pede informações sobre o uso dos espaços do Mercado de Carne, um dos prédios mais antigos do complexo do Ver-o-Peso, reformado desde 2015 e com várias salas ociosas, conforme a própria equipe do MPF pôde constatar em visita ao local no último dia 9. Representantes dos trabalhadores da feira reivindicam que a prefeitura destine os espaços para usos das associações que atuam no local. A recomendação foi enviada ontem (24) à prefeitura e em até cinco dias úteis, deve haver resposta sobre o acatamento ou não do que foi recomendado. “Registra-se que o desatendimento a esta recomendação poderá implicar a adoção das medidas judiciais cabíveis, para os fins de corrigir as ilegalidades constatadas e promover as respectivas responsabilidades porventura configuradas”, diz o documento. Em nota, a Prefeitura de Belém alegou não recebeu a recomendação, "no entanto, independente da recomendação, durante a audiência pública, realizada no último dia 23, o prefeito Zenaldo Coutinho garantiu aos feirantes que as secretarias municipais de economia e urbanismo façam a apresentação do projeto atualizado para cada setor da feira em dias distintos, seguindo um cronograma a ser elaborado pelo município".

    Colégio municipal de Tucuruí reduz tempo de aula por falta de merenda escolar


    Pais também reclamam que escola sofre com graves problemas estruturais e que tiveram que fazer 'vaquinha' para contratar limpeza do local. Prefeitura informou que desconhece o caso. Alunos são liberados mais cedo de escola em Tucuruí por falta de...

    Pais também reclamam que escola sofre com graves problemas estruturais e que tiveram que fazer 'vaquinha' para contratar limpeza do local. Prefeitura informou que desconhece o caso. Alunos são liberados mais cedo de escola em Tucuruí por falta de merenda escolar Alunos da escola municipal Darcy Ribeiro, em Tucuruí, sudeste do Pará, tiveram que voltar para casa mais cedo na última quarta-feira (24) por falta de merenda escolar. De acordo com os pais dos estudantes, a situação só foi notificada no momento em que os alunos foram liberados. Em nota, a Secretaria Municipal de Educação de Tucuruí informou que desconhece o caso. De acordo com dona de casa Deilza Rodrigues, a escola também sofre com graves problemas estruturais. “A porteira disse que os alunos iam ser liberados mais cedo, mas não explicou a situação da falta de merenda. A professora mandou mensagem para gente depois explicando o problema, sendo que a verba vem para merenda. Cadê esse dinheiro? Além disso, a situação da escola é muito precária. Está tudo tomado pelo mato, não há limpeza”, explica. Os pais precisaram contratar uma pessoa para realizar a limpeza da escola. Porém, só algumas salas de aula foram limpas. “Os pais se uniram e pagaram para eu limpar três salas de aula. Estava tudo muito sujo. As outras não foram lavadas porque os pais não conseguiram pagar. Eu tive que lavar do chão ao teto”, afirmou o pedreiro Gerson Ventura. Em nota, a Prefeitura de Tucuruí informou que não tinha conhecimento das informações, mas disse que já tomou as providências necessárias para solucionar os possíveis problemas que possam ter ocorrido de forma isolada na unidade de ensino.

    Suspeito de matar mãe e filha em Altamira é assassinado dentro de presídio


    Vítimas foram enterradas no final da manhã desta quinta-feira, 25, e suspeitos foram transferidos, em seguida, para Centro de Recuperação. Presos protestaram contra a chegada deles ao presídio. Geovani de Souza Silva, de 19 anos, foi morto no...

    Vítimas foram enterradas no final da manhã desta quinta-feira, 25, e suspeitos foram transferidos, em seguida, para Centro de Recuperação. Presos protestaram contra a chegada deles ao presídio. Geovani de Souza Silva, de 19 anos, foi morto no início da tarde desta quinta-feira (25), minutos depois de ser transferido para o Centro de Recuperação de Altamira, no sudoeste do Pará. Ele havia confessado o assassinato de Fernanda e de Maria Isabela Moura de Oliveira, mãe e filha, encontradas mortas nesta quarta-feira (24) no município. O crime causou comoção na cidade e moradores haviam feito protesto em frente à delegacia onde Geovani estava preso. Uma nova manifestação aconteceu nesta quinta-feira (25), quando os caixões com o corpo das vítimas foram levados em um cortejo fúnebre pelas ruas de Altamira antes de serem enterrados no cemitério local. Os manifestantes pediam justiça, mesmo após a prisão de dois suspeitos pelo crime. Geovani de Souza Silva confessou que planejou matar mãe e filhas e que pretendia assassinar a família toda como forma de vingança pelo fato de ter sido denunciado por tentativa de assalto à residência das vítimas. Mas no dia do crime, apenas Fernanda Moura, de 28 anos, e Maria Isabel Moura de Oliveira, de quatro anos, estavam em casa. Ele disse que usou uma faca para obriga-las a subir em uma motocicleta e que as executou numa área isolada em uma chácara localizada há alguns minutos de distância. Geovani cortou o pescoço da mãe e usou uma corda para esganar a criança e, depois, enterrou os corpos em uma cova rasa, à 40 cm de profundidade. Além dele outro suspeito foi preso por associação ao crime. Na casa do segundo homem foi encontrada a motocicleta da família que foi usada para levar as vítimas até o local do crime. O comparsa de Geovani Silva assumiu a responsabilidade pela morte do companheiro, mas ele também foi ferido após chegar ao presídio. Ele continua preso no Centro de Recuperação de Altamira. Antes da chegada deles ao presídio, os presos haviam feito protestos por não concordar com a transferência.

    Ciclistas armados executam homem em rua do Distrito Industrial


    Vítima foi morta na rua São Luiz, no bairro do Distrito Industrial, em Ananindeua. Um homem foi assassinado no início da tarde desta quinta-feira (25) no bairro Distrito Industrial, em Ananindeua, cidade da Região Metropolitana de Belém. O crime...

    Vítima foi morta na rua São Luiz, no bairro do Distrito Industrial, em Ananindeua. Um homem foi assassinado no início da tarde desta quinta-feira (25) no bairro Distrito Industrial, em Ananindeua, cidade da Região Metropolitana de Belém. O crime chamou a atenção dos moradores porque a vítima foi morta por ciclistas armados. De acordo com a Polícia Militar, o homem foi atingido por quatro disparos efetuados por dois suspeitos que se aproximaram da vítima em uma bicicleta. À Polícia Civil, os moradores do local não souberam informar sobre o caso, nem identificar a vítima. O corpo foi removido para o Instituto Médico Legal (IML). Execuções Na quarta-feira (24), duas execuções ocorreram, a luz do dia, em Belém. As duas vítimas foram mortas em locais movimentados e por suspeitos que efetuaram disparos de dentro de veículos pretos. Os crimes ocorreram no bairro do Marco e no bairro Castanheira.

    Caminhões são rebocados por tratores para escapar de atoleiro na Transamazônica, no PA


    Motoristas afirmam que a situação na região piorou após o período de chuvas. Além disso, problema impede que veículos levem mantimentos para cidades vizinhas. Atoleiro na transamazônica afeta circulação de produtos entre Marabá e Novo...

    Motoristas afirmam que a situação na região piorou após o período de chuvas. Além disso, problema impede que veículos levem mantimentos para cidades vizinhas. Atoleiro na transamazônica afeta circulação de produtos entre Marabá e Novo Repartimento Os caminhões que trafegam pelo trecho da rodovia Transamazônica entre as cidades de Marabá e Novo Repartimento, no sudeste do Pará, precisam de ajuda de tratores para escapar de um atoleiro na pista. Para realizar a travessia, os veículos necessitam ser rebocados para levar mantimentos de uma cidade a outra. Mesmo com a ajuda dos tratores, alguns veículos chegam a tombar na estrada. De acordo com os motoristas que passam pela região, a situação é comum e se intensificou depois do período de chuvas na região. Por conta disso, várias comunidades que ficam em Novo Repartimento estão enfrentando problemas de abastecimento, já que muitos caminhões levam carregamentos de soja, milho e feijão.

    Cortejo marca o enterro de mãe e filha assassinadas em Altamira


    Vítimas foram encontradas na última quarta-feira, 24, enterradas em uma chácara localizada na zona rural do município do sudoeste do Pará. Polícia prende suspeitos de matar mãe e filha em Altamira Foram enterradas no início da tarde desta...

    Vítimas foram encontradas na última quarta-feira, 24, enterradas em uma chácara localizada na zona rural do município do sudoeste do Pará. Polícia prende suspeitos de matar mãe e filha em Altamira Foram enterradas no início da tarde desta quinta-feira (25) mãe e filha assassinadas em Altamira, no sudoeste do Pará. O caso gerou comoção no município e moradores protestaram em frente a delegacia e realizaram um cortejo fúnebre até o cemitério São Sebastião. A manifestação pede a condenação o quanto antes dos dois suspeitos presos pelo crime. No final da tarde da última quarta-feira (24) um homem de 19 anos foi preso e confessou o crime. A mãe dele, que era vizinha das vítimas, ajudou nas investigações. De acordo com a Polícia Civil, ela está em estado de choque. O suspeito que estava em prisão domiciliar afirmou aos investigadores que planejava matar, além da mãe e da filha, o pai da criança. Por isso, foi até a casa da família no horário do almoço, mas apenas a mulher e a menina estavam em casa. Ele, então, teria as ameaçado com um faca e levado ambas de moto até uma área isolada, onde cortou o pescoço da adulta e estrangulou a criança de quatro anos. O motivo do crime foi vingança, já que ele havia sido acusado de assaltar a residência das vítimas. Um segundo suspeito também foi preso, após a polícia encontrar a moto das vítima na residência dele. Entenda Mãe e filha estava desaparecidas desde a última terça-feira (23). O esposo e pai das vítimas procurou a polícia para iniciar as buscas. Durante as investigações, a polícia encontrou divergências no depoimento do filho de uma vizinha. Pressionado pela mãe, na tarde da quarta-feira (24) , ele confessou o crime e levou os policiais até o local onde estavam enterrados os corpos, em uma cova de 40 cm de profundidade. Os corpos foram removidos para perícia no Instituto Médico Legal (IML) e liberados no início da noite, quando começou o velório. Moradores da cidade fizeram protestos em frente à Delegacia local pedindo justiça para as vítimas.
    Novo caso de meningite bacteriana é confirmado em Belém

    Novo caso de meningite bacteriana é confirmado em Belém


    Paciente está internado no Hospital Universitário João de Barros Barreto. Sespa afirma que cem casos de meningite já foram confirmados no Estado em 2019. Novo caso de meningite foi confirmado pelo Hospital Universitário João de Barros...


    Paciente está internado no Hospital Universitário João de Barros Barreto. Sespa afirma que cem casos de meningite já foram confirmados no Estado em 2019. Novo caso de meningite foi confirmado pelo Hospital Universitário João de Barros Barreto. Alexandre Moraes / UFPA Nesta quinta-feira (25) um novo caso de meningite bacteriana foi confirmado em Belém. O paciente está internado no Hospital Universitário João de Barros Barreto com quadro de saúde estável. A Secretaria de Estado de Saúde (Sespa) informou que cem casos da doença foram confirmados este ano em todo o Pará. Em nota, o Hospital afirma que, além do doente, não há registro de ninguém da família ou profissionais de saúde que interagiram com o paciente durante os atendimento na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) que possam ter contraído a doença. A Sespa informou que em 2019 recebeu 381 notificações de casos suspeitos de meningite, mas apenas cem casos foram confirmados até o dia 13 de abril. Destes casos, 26 eram de meningite bacteriana.
    Justiça anula condenação do ex-deputado Luiz Sefer por estupro de criança no Pará

    Justiça anula condenação do ex-deputado Luiz Sefer por estupro de criança no Pará


    Desembargadores acataram pedido da defesa de que processo não poderia ter sido julgado pela Justiça comum, já que réu era deputado e, portanto, tinha direito a foro privilegiado. MP disse que vai recorrer. Justiça analisa recurso de ex-deputado...


    Desembargadores acataram pedido da defesa de que processo não poderia ter sido julgado pela Justiça comum, já que réu era deputado e, portanto, tinha direito a foro privilegiado. MP disse que vai recorrer. Justiça analisa recurso de ex-deputado Luiz Sefer No início da tarde desta quinta-feira (25) os desembargadores do 3ª Turma do Tribunal de Justiça do Pará (TJPA) anularam o processo que condenou o ex-deputado Luiz Afonso Sefer por estupro de uma menina de nove anos. Por dois votos a um, os magistrados acataram a tese da defesa de que o caso não poderia ter sido aberto por determinação da justiça comum, já que na época da denúncia, o então réu ocupava cargo público e tinha, por isso, foro privilegiado. De acordo com o TJPA, com a decisão, o caso volta a estaca zero, ou seja, todas as decisões judiciais, provas e depoimentos apresentados e ainda procedimentos ligados à denúncia não podem ser usados pois o processo não foi encaminhado como deveria. Isso porque o Inquérito Policial foi aberto à pedido da Procuradoria Geral de Justiça, que é um órgão ministerial. Três meses depois, o Tribunal de Justiça do Pará autorizou o processo e deferiu a prorrogação das investigações. O Ministério Público do Pará (MPPA), que figura como promotoria no caso, afirma que vai recorrer da decisão, da qual cabe recurso. Em nota, o MPPA informou que a procuradoria de Justiça entende que não havia, ao contrário do que afirmou a defesa, necessidade de exigência de autorização judicial para a investigação, já que "não existia qualquer previsão legal, ou mesmo no regimento interno do TJPA para esse fim". A nota disse ainda que, mesmo que tal irregularidade tivesse ocorrido, "o réu e o TJPA tiveram conhecimento da investigação, foi autorizada a prorrogação do prazo para a conclusão do inquérito policial, solicitada pela autoridade policial que o presidiu, sanando, neste momento qualquer vicio, por ventura, existente".   Segundo o MPPA, o relator, à época, chancelou todos os atos efetuados na fase investigatória, quando considerando a prerrogativa de foro que gozava o réu, remeteu os autos de inquérito policial concluído pela Procuradoria Geral de Justiça. "Com isso estaria suprida aquela exigência, com a convalidação de todos os atos praticados pela autoridade policial", informou. Caso contra ex-deputadoé anulado em julgamento do Tribunal de Justiça do Pará. Paulo Akira / O Liberal Entenda Luiz Afonso Sefer foi denunciado em 2009 acusado de ter estuprado uma menina de nove anos em 2005. Ele teria "encomendado" a criança prometendo trabalho e cuidados em Belém, mas iniciado os abusos dias após a chegada da menina. Em 2010 a Juíza da 1ª Vara da Capital condenou o ex-deputado a 21 anos de reclusão e a pagar uma indenização de R$ 120 mil reais à vítima. No ano seguinte, essa condenação foi cancelada em uma votação no Tribunal de Justiça do Pará. O Ministério Público recorreu da decisão e, em março de 2018, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) reafirmou a primeira condenação e devolveu ao réu a classificação de "condenado", mantendo, inclusive a sentença e indenização estipulados anteriormente e enviou o processo de volta à Justiça do Pará por entender que não caberia mais recurso da decisão.
    Índios Amanayé, réus por morte de um integrante da própria tribo, são absolvidos

    Índios Amanayé, réus por morte de um integrante da própria tribo, são absolvidos


    Crime ocorreu em 2002 na Fazenda Balalaica, no município de Ipixuna do Pará, nordeste do Pará. Cinco índios da etnia Amanayé, acusados de envolvimento na morte de um integrante da própria tribo, foram absolvidos nesta quarta-feira (24) por um...


    Crime ocorreu em 2002 na Fazenda Balalaica, no município de Ipixuna do Pará, nordeste do Pará. Cinco índios da etnia Amanayé, acusados de envolvimento na morte de um integrante da própria tribo, foram absolvidos nesta quarta-feira (24) por um Tribunal do Júri Federal, em sessão que durou cerca de oito horas na Justiça Federal, em Belém. O crime ocorreu em 2002 na Fazenda Balalaica, no município de Ipixuna do Pará, nordeste do Pará. O processo começou na Comarca de Aurora do Pará, mas posteriormente foi transferido para a Justiça Federal, instância competente para julgar indígenas. Dos cinco réus, quatro estiveram presentes: Antonio Rosa Trindade, vulgo “Onça”; Benedito Rosa Trindade, o “Bilu”; José Rosa Trindade, o “Zeca”; e Manoel Rosa Trindade, o “Bal”. O quinto réu, Domingos Rosa Trindade, o “Pirá”, deixou de comparecer porque não conseguiu transporte para se deslocar de Goianésia do Pará, onde reside, até Belém. O defensor público da União Marcelo Lopes Barroso contestou os argumentos do MPF e enfatizou aos jurados que Antonio, ao disparar o tiro na vítima, agiu em legítima defesa dos dois irmãos que o acompanhavam. “Benedito e José só estão aqui, neste momento, porque o Antonio atirou em Denildo, que estava na iminência de atirar nos dois”, reforçou o defensor. Barroso acrescentou ainda que tanto Benedito como José não tiveram qualquer participação no homicídio e Domingos e Manoel não estavam presentes no momento do crime. A sentença absolvendo os réus não pôde ser redigida ao final da sessão em decorrência de uma pane que paralisou os sistemas informatizados da Justiça Federal durante toda a tarde e o início da noite. O juiz federal da 4ª Vara, Antônio Carlos Almeida Campelo, que presidiu o Tribunal do Júri, designou para o dia 7 de maio uma audiência em que será lida a sentença absolutória. O caso Os cinco réus foram denunciados pelo Ministério Público em 5 de abril de 2004 pelo crime de homicídio por motivo torpe praticado contra Manoel Denildo da Silva Santos, o “Coelho”. Segundo a denúncia, no dia 15 de dezembro de 2002 a vítima caçava em companhia de três amigos quando foi surpreendido com a chegada dos réus, que estavam num barco. Armados, eles começaram a discutir com Denildo, porque este teria se recusado a se desfazer de um carregamento de cipós. Ao receber o tiro, a vítima teve morte instantânea. No interrogatório a que foi submetido durante o Júri, Antonio Trindade confessou ter feito um único disparo de espingarda, que matou Adenildo, mas disse que atirou em legítima defesa de Benedito e José, os dois irmãos que o acompanhavam e estavam na iminência de ser atacados a tiros por Denildo, que também portava uma espingarda. Além de Antonio, seus irmãos Benedito e José confirmaram que estavam presentes no local do crime, mas negaram ter participado concretamente dos atos de execução do homicídio, que ficaram a cargo apenas de Antonio. Os três disseram ainda que a intenção deles, no encontro com Denildo, nada teve a ver com a retirada de cipós, e sim impedir que a vítima continuasse a caçar para fins comerciais dentro de uma área reclamada pelos índios como parte da reserva que habitavam. Também interrogado, Manoel Rosa Trindade, negou que estivesse presente na cena do crime, afirmando que naquele momento se encontrava num posto da Funai, exercendo suas atividades de técnico de enfermagem. Os quatro irmãos também afirmaram que Domingos Trindade, não presenciou os incidentes que resultaram na morte de Denildo. Durante os debates, o Ministério Público Federal, representado pelos procuradores da República José Augusto Torres Potiguar e Bruno Valente, sustentou que o crime foi cometido por motivo torpe, e não em legítima defesa, como descrito pelos réus e seu defensor. Com base em elementos contidos nos autos, o MPF destacou, inclusive, que o tiro em Denilton foi disparado de cima para baixo, entrando pelo rosto e atingindo o pescoço, num momento em que a vítima estava se levantando, enquanto Antonio Trindade, o autor do disparo, se encontrava em pé.
    Veja a agenda de shows do G1 Pará deste final de semana

    Veja a agenda de shows do G1 Pará deste final de semana


    Os destaques vão para para o lançamento do DVD do cantor Rodriguinho, do aniversário da banda Fruta Quente e ainda tem amostra de dança. O G1 separou os shows, espetáculos que vão agitar este final de semana na capital paraense. Então veja...


    Os destaques vão para para o lançamento do DVD do cantor Rodriguinho, do aniversário da banda Fruta Quente e ainda tem amostra de dança. O G1 separou os shows, espetáculos que vão agitar este final de semana na capital paraense. Então veja quais são os eventos para se programar: Sexta-feira (26/04): Lançamento do EP "Revide Volume 1" do rapper Fantoche Hora: 20h Local: Ná Figueiredo Show "Uma Noite com Ella", da cantora Cacau Novais, que vai contar as músicas da americana Ella Fitzgerald Hora: 18h Local:Café com Arte Sábado (27/04): Show de comemoração ao aniversário de 29 anos da Banda Fruta Quente Banda FRuta Quente é atração do evento. Divulgação Comemorando 29 anos de sucessos no cenário musical paraense, a banda Fruta Quente promete realizar um show diferente neste sábado (27) do Theatro da Paz, em Belém. Conhecido pelos ritmos e batidas envolventes, o grupo promete transformar teatro em uma grande pista de dança, adaptando as músicas à novos arranjos, específicos para o local do espetáculo. Hora: 21h. Local: Teatro da Paz Show da banda Fruto Sensual e I Love Pagode Projeto I Love Pagode Divulgação Hora: 17h. Local: Açaí Biruta – Siqueira Mendes, Cidade Velha. Samba de raiz com show de nega Rô e Tony Melodia Hora: 18h. Local: Bar Cantoria Pyb - 14 De março esquina com a, R. Diogo Móia. Croco Escondidinho Aparelhagem Crocodilo Belém música eletrônica tecnobrega Divulgação/ Marcelo Araújo Hora: 22h. Local: Momaço. Noite de músic e cultura popular com mestre Damasceno e o som de Pau Oco Hora: 20h30. Local: Apoena – Antônio Barreto esquina com a Duque. Festa "Brega do amor" com os Vingadores do Brega e Viviane Batidão Cantora Viviane Batidão Arquivo Pessoal/ Viviane Batidão. Hora: 21h. Local: Botequim - Avenida Gentil Bittencourt. Show de ritmos paraenses com Marco Monteiro Cantor Marco Monteiro Divulgação Hora: 22h30. Local: Templários – Rua 28 de Setembro Lançamento do dvd "Legado" Projeto "O Legado" chega a Belém Divulgação Criado no final de 2018, o show começou com um projeto de família. Após grande sucesso, começou a circular pelas principais cidades do Brasil. Em cada lugar, Rodriguinho escolhe grupos regionais para colaborar com o espetáculo. Hora: 22h. Local: Espaço Náutico Marine Clube - Avenida Bernardo Sayão. Domingo (28/04): Pôr do Sol Sertanejo Banda Baladeros Divulgação A banda Baladeros, Thiago Costa e Beto e Naldo se reúnem na festa "pôr do sol sertanejo”. Hora: 16h. Local: Emporium – Bernal do Couto próximo a Doca.. IV mostra cultural de dança Mostra de dança Júnior Mineiro Cerca de 40 grupos se apresentam em vários estilos de dança no palco do teatro margarida schivasappa. Clássico, moderno, contemporâneo, folclore popular, danças urbanas, jazz, entre outros estilos que mostram o rico repertório da dança mundial, serão apresentados neste dia de homenagem. Serão 40 grupos convidados, que mostrarão duas coreografias cada um. Hora: 17h. Local: Teatro Margarida Schivasappa - Centur
    Mariza Black lança primeiro álbum da carreira com show no Theatro da Paz

    Mariza Black lança primeiro álbum da carreira com show no Theatro da Paz


    Programação é nesta quinta-feira (25), a partir das 20h. Ingressos estão disponíveis na bilheteria do teatro. Cantora Mariza Black Divulgação A cantora paraense Mariza Black lança o primeiro álbum da carreira, "Samba Parauara", nesta...


    Programação é nesta quinta-feira (25), a partir das 20h. Ingressos estão disponíveis na bilheteria do teatro. Cantora Mariza Black Divulgação A cantora paraense Mariza Black lança o primeiro álbum da carreira, "Samba Parauara", nesta quinta-feira (25). Ela faz apresentação no Theatro da Paz, a partir das 20h. Os ingressos estão a venda na bilheteria do teatro ou pela internet. Uma das vozes femininas mais respeitadas do samba no Pará, Mariza promete um show especial com seis músicas inéditas. "Preparamos esse show com amor, esse álbum é proveniente de uma pesquisa dos sambas e compositores de Belém da década de 70 até os dias atuais, para unir composições de várias gerações", revela. Para a artista lançar um trabalho inédito no palco do Theatro da Paz é uma honra. "Me sinto representando as mulheres negras, o povo da periferia, eu carrego isso como uma missão e uma conquista muito grande. Pisar no palco do Theatro da Paz e levantar a bandeira do samba lá, que sempre foi díficil conseguir esse espaço, mas hoje estamos tendo acesso pra ocupar o teatro com a música popular", diz. Serviço Lançamento do álbum Samba Parauara da cantora Mariza Black, no Theatro da Paz, em Belém. O show começa às 20h. No local também estará à venda o CD da artista. Os ingressos estão a venda na bilheteria do teatro ou pela internet. Mais informações pelos telefones (91) 98902-3609 e (91) 99163-8020.
    Justiça julga última apelação no caso de deputado acusado de abuso sexual de menina de 9 anos em Belém

    Justiça julga última apelação no caso de deputado acusado de abuso sexual de menina de 9 anos em Belém


    Os desembargadores devem avaliar a apelação e também podem modificar a sentença de 21 anos de prisão e, ainda, o valor da indenização por danos morais contra a vítima. Luiz Afonso Sefer, condenado, em 2010, pelo estupro de uma menina de 9...


    Os desembargadores devem avaliar a apelação e também podem modificar a sentença de 21 anos de prisão e, ainda, o valor da indenização por danos morais contra a vítima. Luiz Afonso Sefer, condenado, em 2010, pelo estupro de uma menina de 9 anos. Paulo Akira / O Liberal Nesta quinta-feira (25) o Tribunal de Justiça do Pará julga uma apelação da defesa do ex-deputado Luiz Afonso Sefer, condenado, em 2010, pelo estupro de uma menina de 9 anos. O crime aconteceu em 2005. A defesa de Luiz Sefer questiona o fato do julgamento ter ocorrido em uma instância comum, pois, na época, ele era deputado e tinha foro privilegiado. Em março de 2019, o STF julgou o caso e manteve a condenação do ex-deputado. O STF enviou o processo de volta ao tribunal do Pará, por entender que já não cabia apelação contra a decisão, que considerou Luiz Sefer culpado. No julgamento desta quinta-feira (25), os desembargadores devem avaliar a apelação e também podem modificar a sentença de 21 anos de prisão e, ainda, o valor da indenização por danos morais contra a vítima, indicados pela justiça. Entenda o caso Luiz Afonso Sefer foi indiciado pela CPI da Pedofilia da Assembleia Legislativa do Pará e pela CPI da Pedofilia do Senado, em 2009, em seguida pela Polícia Civil, após o devido inquérito.Em 8 de junho de 2010 a juíza Maria das Graças Alfaia Fonseca, então titular da Vara Penal de Crimes Contra Crianças e Adolescentes de Belém o condenou e decretou a sua prisão e o pagamento de indenização de R$ 120 mil por danos morais. No dia 6 de outubro de 2011, por dois votos a um, Sefer foi absolvido pelos desembargadores João Maroja e Raimundo Holanda.

    Especialista paraense tira dúvidas sobre seguro desemprego


    O advogado Antônio Bernardes fala sobre quem tem direito ao benefício, as condições para recebê-lo, entre outras questões sobre o tema no âmbito do Pará O advogado paraense Antônio Bernardes, mestre em direito internacional pela Universidade da...

    O advogado Antônio Bernardes fala sobre quem tem direito ao benefício, as condições para recebê-lo, entre outras questões sobre o tema no âmbito do Pará O advogado paraense Antônio Bernardes, mestre em direito internacional pela Universidade da Califórnia e com aperfeiçoamento em Harvard, tira dúvidas sobre o seguro desemprego. O especialista fala sobre quem tem direito ao benefício, as condições para recebê-lo, entre outras questões sobre o tema. Confira no vídeo. Especialista paraense responde perguntas sobre o seguro desemprego

    Pista cede na BR-230 e expõem motoristas a riscos em Marabá


    Segundo os condutores, se duas carretas passarem pelo local nas pistas opostas ao mesmo tempo, o risco de uma colisão é grande. Parte do asfalto cedeu na lateral da BR-230, em Marabá, no sudeste do estado Parte do asfalto da BR-230 em Marabá,...

    Segundo os condutores, se duas carretas passarem pelo local nas pistas opostas ao mesmo tempo, o risco de uma colisão é grande. Parte do asfalto cedeu na lateral da BR-230, em Marabá, no sudeste do estado Parte do asfalto da BR-230 em Marabá, sudeste do Pará cedeu. O Dnit responsável pela manutenção da pista iniciou uma obra na entrada da cidade e não terminou. Uma sinalização foi colocada no local do do estreitamento da via que acaba expondo motoristas a riscos. O Dnit não deu retorno sobre o problema. Por conta das fortes chuvas parte desse asfalto cedeu no trecho do Km 6, da rodocia Transamazônica. Os motoristas que transitam no local reclamam da situação que já estaria acontecendo a pelo menos dois meses. A movimentação na rodovia é intensa, e com o buraco na pista caminhões de carga, carros de passeio e motocicletas precisam fazer um malabarismo diariamente para passar no local. Segundo os condutores, se duas carretas passarem pelo local nas pistas opostas ao mesmo tempo, o risco de uma colisão é grande.

    Enchente em Tomé-Açu deixa 1.600 pessoas desabrigadas


    Equipes da Defesa Civil estadual e municipal já visitaram as áreas mais prejudicadas. Enchente em Tomé-Açu deixa mais de 1600 pessoas desabrigadas Uma enchente no rio Açará-Miri deixou pelo menos 1.600 pessoas desabrigadas em Tomé-Açu, nordeste...

    Equipes da Defesa Civil estadual e municipal já visitaram as áreas mais prejudicadas. Enchente em Tomé-Açu deixa mais de 1600 pessoas desabrigadas Uma enchente no rio Açará-Miri deixou pelo menos 1.600 pessoas desabrigadas em Tomé-Açu, nordeste do Estado. Equipes da Defesa Civil estadual e municipal já visitaram as áreas mais prejudicadas. A Prefeitura de Tomé-Açu informou que está articulando uma ação para amparar e proteger os desabrigados em parceria com o Governo do Estado. Por causa da enchente que continua avançando, as aulas na rede municipal de ensino, foram suspensas até sexta-feira (26).
    Acusado de matar empresário por overdose encomendada é julgado em Belém

    Acusado de matar empresário por overdose encomendada é julgado em Belém


    Apontado como traficante, Jeferson de Miranda Sampaio é acusado de homicídio qualificado contra João de Deus Rodrigues. Caso foi em 2015 em uma boate. João de Deus Rodrigues, de 26 anos morreu de overdose em uma boate de Belém no ano de...


    Apontado como traficante, Jeferson de Miranda Sampaio é acusado de homicídio qualificado contra João de Deus Rodrigues. Caso foi em 2015 em uma boate. João de Deus Rodrigues, de 26 anos morreu de overdose em uma boate de Belém no ano de 2015. Reprodução/Facebook O juiz Raimundo Moisés Alves Flexa, titular da 2º Vara do Júri de Belém, preside nesta quinta-feira (25) o julgamento de Jeferson de Miranda Sampaio. O réu é acusado de homicídio qualificado contra o empresário João de Deus Rodrigues, de 26 anos, com uso de droga letal GHD, conhecida por "gota". O caso teve grande repercussão na época. O empresário morreu após uma overdose durante um aniversário em 2015, em uma boate localizada no bairro do Reduto. Na época, 20 pessoas foram ouvidas em depoimento e a maioria apontou o Jeferson como fornecedor de bala (Ecstasy) e doce (LSD) nas principais festas que aconteciam na cidade. Overdose encomendada Inicialmente, a morte do empresário parecia ter sido uma overdose acidental, mas a 3ª Promotoria de Justiça do Tribunal do Júri instaurou um Procedimento Investigatório Criminal (PIC) e chegou à conclusão de que foi uma “overdose encomendada”. As investigações levaram a Jeferson Sampaio, que seria traficante e teria vendido a droga a João Rodrigues. A denúncia, oferecida pelo Ministério Público do Estado em 8 de agosto de 2017 pelo promotor de Justiça José Rui de Almeida Barbosa, acusa Jeferson de ter agido de forma dissimulada e com dolo dirigido ao resultado morte, quando, na noite de 27 de fevereiro de 2015, no interior da casa noturna, ministrou a João Rodrigues dose letal da droga GHB, conhecida como “gota”, fazendo-o crer que se tratava de uma droga comum, como as outras que costumava lhe fornecer. A promotora Rosana Cordovil pediu a prisão preventiva de Jeferson Miranda. O suspeito se apresentou à polícia no dia 19 de setembro de 2017. Inicialmente, ele ficou com a tornozeleira, mas não cumpriu com as condições, continuou vendendo drogas e foi recolhido ao Sistema Penitenciário.

    Veja as oportunidades de emprego disponíveis no mercado de trabalho nesta quinta


    Há vagas para bordador a máquina, analista de recursos humanos, entre outros cargos. Confira as vagas de emprego do Bom Dia Pará desta quinta-feira, 25 O Bom Dia Pará desta quinta-feira (25) apresentou vagas de emprego disponíveis no mercado de...

    Há vagas para bordador a máquina, analista de recursos humanos, entre outros cargos. Confira as vagas de emprego do Bom Dia Pará desta quinta-feira, 25 O Bom Dia Pará desta quinta-feira (25) apresentou vagas de emprego disponíveis no mercado de trabalho. Veja as oportunidades: Bordador a máquina Ensino médio completo Experiência na função Desenvolver arte no programa e operar a máquina de bordar Sine: av. Assis de Vasconcelos nº 397. Campina - Belém. Analista de estoque Ensino superior incompleto (logística) Experiência na função Sine: av. Assis de Vasconcelos nº 397. Campina - Belém. Analista de comunicação Ensino superio completo (analista de sistemas) Experiência na função Necessário CNH AB Sine: av. Assis de Vasconcelos nº 397. Campina - Belém. Analista de Recursos Humanos Ensino médio completo Experiência na função Necessário CNH AB Sine: av. Assis de Vasconcelos nº 397. Campina - Belém.

    Bazar beneficente oferece produtos doados pela Receita Federal em Belém


    Entre os produtos estão eletrônicos, vestuários, informática, brinquedos, utensílios, eletrodomésticos, camping e ferramentas. Arquidiocese de Belém realiza bazar com itens doados pela Receita Federal A Arquidiocese de Belém realiza até sábado...

    Entre os produtos estão eletrônicos, vestuários, informática, brinquedos, utensílios, eletrodomésticos, camping e ferramentas. Arquidiocese de Belém realiza bazar com itens doados pela Receita Federal A Arquidiocese de Belém realiza até sábado (27) o “Santo Bazar”, com produtos doados pela Receita Federal. O bazar beneficente ocorre de 8h às 17h, no anexo da Capela Santo Antônio, na rua Gaspar Viana, 576, bairro da Campina, em Belém. Na ocasião, são oferecidos mais de 3.200 itens distribuídos em 50 mil unidades para a venda, com preços até 30% abaixo do mercado. Entre os produtos estão eletrônicos, vestuários, informática, brinquedos, utensílios, eletrodomésticos, camping e ferramentas. O objetivo é arrecadar fundos para três ações sociais da Igreja, que são a implantação do Centro de Educação Integral Infanto Juvenil da Arquidiocese de Belém; a ampliação das áreas de apoio hospitalar da Santa Casa de Misericórdia de Óbidos, e a instalação de painéis de energia solar no Hospital Santo Antônio de Alenquer. Os interessados em participar do Santo Bazar deverão realizar um cadastro no local, onde devem apresentar CPF e ou documento de identificação oficial. Cada visitante terá um limite de compra de R$ 1.500.

    Tribunal Regional do Trabalho adia o primeiro leilão unificado de 2019


    Leilão presencial será no dia 7 de junho em Ananindeua. Itens oferecidos vão desde roupas, imóveis, até avião. O Tribunal Regional do Trabalho (TRT8) adiou para o dia 7 de junho o primeiro leilão unificado de 2019, com itens que vão de roupas...

    Leilão presencial será no dia 7 de junho em Ananindeua. Itens oferecidos vão desde roupas, imóveis, até avião. O Tribunal Regional do Trabalho (TRT8) adiou para o dia 7 de junho o primeiro leilão unificado de 2019, com itens que vão de roupas até avião. O leilão será presencial, começará às 9h, no depósito público do TRT8, localizado na Rua Cláudio Sanders, 1110, em Ananindeua, região metropolitana de Belém. Os interessados em participar já podem comparecer e se cadastrar na central de mandados no TRT8, na Praça Brasil. Além do cadastro antecipado, no dia do evento os interessados podem chegar uma hora antes de começar para participar. Estarão disponíveis para este leilão veículos, imóveis, máquinas industriais, caixões, itens de vestuário, avião entre outros bens. Alguns itens podem ser visitados no depósito público do TRT8 de 8h às 15h. Mais informações pelo telefone (91) 4008-7244.
    Confira a programação dos cinemas de Belém e Ananindeua de 25 de abril a 1º de maio

    Confira a programação dos cinemas de Belém e Ananindeua de 25 de abril a 1º de maio


    A programação é para todas as idades nas diversas salas da região metropolitana de Belém. Veja horários. O G1 Pará divulga a agenda com as programações dos cinemas de Belém e Ananindeua para esta semana. Confira abaixo: Vingadores:...


    A programação é para todas as idades nas diversas salas da região metropolitana de Belém. Veja horários. O G1 Pará divulga a agenda com as programações dos cinemas de Belém e Ananindeua para esta semana. Confira abaixo: Vingadores: Ultimato Jeremy Renner, Don Cheadle, Robert Downey Jr., Chris Evans, Karen Gillan, Rocket (voz de Bradley Cooper), Paul Rudd e Scarlett Johansson em cena de 'Vingadores: Ultimato' Divulgação/Marvel Direção: Anthony e Joe Russo Gênero: Ação Classificação: 12 anos Sinopse: Após Thanos eliminar metade das criaturas vivas, os Vingadores têm de lidar com a perda de amigos e entes queridos. Com Tony Stark vagando perdido no espaço sem água e comida, Steve Rogers e Natasha Romanov lideram a resistência contra o titã louco. Trailer de 'Vingadores: Ultimato' UCI Bosque: 12h, 12h50, 13h40, 14h30, 15h40, 16h30, 17h20, 18h10, 19h20, 20h10, 21h, 21h50, 23h Cinépolis Boulevard: 11h10, 11h40, 12h40, 13h30, 14h, 14h15, 14h45, 15h15, 16h15, 17h15, 17h45, 18h, 18h30, 19h, 20h, 21h, 21h30, 21h50, 22h15, 22h45, 23h45 Cinépolis Parque: 11h10, 11h40, 12h40, 13h30, 14h, 14h15, 14h45, 15h15, 16h15, 17h15, 17h45, 18h, 18h30, 19h, 20h, 21h, 21h30, 21h50, 22h15, 22h45, 23h45 Moviecom Pátio: 13h30, 14h30, 15h30, 16h30, 17h05, 19h10, 19h30, 19h40, 20h10, 20h40 Moviecom Castanheira: 13h30, 14h10, 14h30, 15h30, 15h50, 16h, 16h30, 17h05, 1910, 19h20, 19h40, 20h, 20h10, 20h20, 20h40 Cinesystem Ananindeua: 12h, 13h, 13h30, 13h50, 14h, 14h30, 15h, 15h30, 16h, 16h30, 17h, 17h20, 17h30, 18h, 18h30, 19h, 19h30, 20h, 20h30, 20h50, 21h, 21h30, 22h, 22h20, 22h30, 22h35, 23h, 23h30 Cópias - De volta à vida Cena de 'Cópias - De Volta à Vida' Reprodução Direção: Jeffrey Nachmanoff Gênero: Ficção Científica, Suspense Classificação: 14 anos Sinopse: Depois de um grave acidente de trânsito que matou toda a sua família, um neurocientista (Keanu Reeves) sente que perdeu o sentido da vida. Utilizando seu meio de trabalho, ele se torna obcecado em trazê-los de volta, mesmo que isso signifique desafiar boa parte do governo e, principalmente, as leis da física. UCI Bosque: 22h20 Shazam! Jovan Armand, Ian Chen, Zachary Levi, Jack Dylan Grazer, Faithe Herman e Grace Fulton em cena de 'Shazam!' Divulgação Direção: David F. Sandberg Gênero: Ação Classificação: 14 anos Sinopse: Billy Batson (Asher Angel) tem apenas 14 anos de idade, mas recebeu de um antigo mago o dom de setransformar num super-herói adulto chamado Shazam (Zachary Levi). Ao gritar a palavra SHAZAM!, oadolescente se transforma nessa sua poderosa versão adulta para se divertir e testar suas habilidades.Contudo, ele precisa aprender a controlar seus poderes para enfrentar o malvado Dr. Thaddeus Sivana(Mark Strong). Veja trailer de 'Shazam!' UCI Bosque: 14h10 Moviecom Castanheira: 17h40 Moviecom Pátio: 16h45 Cinépolis Boulevard: 22h35 Cinépolis Parque: 16h50 Cinesystem Ananindeua: 13h, 19h50 Superação: O milagre da fé Cena do filme 'Superação – o milagre da fé' Divulgação Direção: Roxann Dawson Gênero: Drama, Biografia Classificação: 10 anos Sinopse: John Smith, um menino de 14 anos, passeava com a família em uma manhã de inverno no Lago St Louis,no Missouri, quando, acidentalmente, sofreu uma queda e se afogou. Chegando ao hospital, John foi considerado morto por mais de 60 minutos até que sua mãe, Joyce Smith, juntou todas as suas forças e pediu a Deus para que seu filho sobrevivesse. Sua prece poderosa foi responsável por um milagre inédito. 'Superação – o milagre da fé': veja trailer UCI Bosque: 17h05, 19h40 Moviecom Castanheira: 14h Moviecom Pátio: 14h20 Cinépolis Boulevard: 13h Cinépolis Parque: 14h30 Cinesystem Ananindeua: 15h20, 15h40 Dumbo Dumbo Gif Divulgação Direção: Tim Burton Gênero: Aventura Classificação: Livre Sinopse: Holt Farrier (Colin Farrell) é uma ex-estrela de circo que retorna da guerra e encontra seu mundo viradode cabeça para baixo. O circo em que trabalhava está passando por grandes dificuldades, e ele ficaencarregado de cuidar de um elefante recém-nascido, cujas orelhas gigantes fazem dele motivo de piada.No entanto, os filhos de Holt descobrem que o pequeno elefante é capaz de uma façanha enorme. Trailer de 'Dumbo' UCI Bosque: 13h05 Cinesystem Metropole: 13h A Maldição da Chorona Cena do filme 'A Maldição da Chorona' Reprodução Direção: Michael Chaves Gênero: Terror Classificação: 14 anos Sinopse: Na Los Angeles da década de 1970, uma assistente social criando seus dois filhos sozinha depois de ser deixada viúva começa a ver semelhanças entre um caso que está investigando e a entidade sobrenatural La Llorona. A lenda conta que, em vida, La Llorona afogou seus filhos e depois se jogou no rio, se debulhando em lágrimas. Agora ela chora eternamente, capturando outras crianças para substituir os filhos. Trailer de 'A maldição da Chorona' UCI Bosque: 20h30, 22h35 Moviecom Castanheira: 18h Moviecom Pátio: 18h Cinépolis Boulevard: 20h30 Cinépolis Parque: 22h Cinesystem Ananindeua: 17h45, 20h15 Capitã Marvel Brie Larson em cena de 'Capitã Marvel' Divulgação Direção: Anna Boden, Ryan Fleck Gênero: Ação Classificação: 12 anos Sinopse: Aventura sobre Carol Danvers, uma agente da CIA que tem contato com uma raça alienígena e ganhapoderes sobre-humanos. Entre os seus poderes estão uma força fora do comum e a habilidade de voar Assista ao trailer de 'Capitã Marvel' Cinesystem Ananindeua: 13h20 De Pernas pro Ar 3 Ingrid Guimarães e Cauã Reymond em 'De Pernas pro ar 3' Divulgação Direção: Julia Rezende Gênero: Comédia Classificação: 14 anos Sinopse: O sucesso da franquia Sex Delícia faz com que Alice (Ingrid Guimarães) rode o mundo, visitando os maisdiversos países em uma correria interminável. Sem tempo para se dedicar à família, quem assume a casaé seu marido João (Bruno Garcia), que cuida dos filhos Paulinho (Eduardo Mello) e Clarinha (DudaBatista), de apenas seis anos. Cansada de tanta agitação, Alice decide se aposentar e entregar ocomando dos negócios à sua mãe, Marion (Denise Weinberg). Porém, o surgimento de Leona (SamyaPascotto), uma jovem competidora, faz com que mude seus planos. Assista ao Trailer de De Pernas Pro Ar 3 UCI Bosque: 15h30, 18h Moviecom Castanheira: 13h35 Moviecom Pátio: 14h10 Cinépolis Boulevard: 15h45, 18h10 Cinépolis Parque: 19h40 Cinesystem Ananindeua: 12h50, 18h A Menina e o Leão Cena do filme "A menina e o leão" Divulgação Direção: Gilles de Maistre Gênero: Aventura Classificação: Livre Sinopse: Mia (Daniah De Villiers) é uma jovem de 14 anos que desde pequena tem uma profunda amizade com Charlie, um leão branco da fazenda de sua família. Quando seu pai decide vender Charlie para caçadores de troféus, Mia não vê outra opção além de fugir com o leão para salvá-lo. Cinépolis Parque: 14h30
    Clínica Escola para Autismo é tema de sessão especial na Alepa, em Belém

    Clínica Escola para Autismo é tema de sessão especial na Alepa, em Belém


    O projeto deve oferecer formação profissional nas áreas de educação, saúde e serviços públicos. Projeto Clínica Escola para Autismo é apresentada na Alepa, em Belém Pixabay Uma sessão especial na Assembleia Legislativa do Pará (Alepa)...


    O projeto deve oferecer formação profissional nas áreas de educação, saúde e serviços públicos. Projeto Clínica Escola para Autismo é apresentada na Alepa, em Belém Pixabay Uma sessão especial na Assembleia Legislativa do Pará (Alepa) apresenta às 9h desta quinta-feira (25), no auditório João Batista, o projeto Clínica Escola para Autismo, que está sendo desenvolvido por um grupo de trabalho reunindo diversas entidades em prol de autistas, além da Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra) e do governo do Pará. O evento é aberto ao público e é realizado pela Comissão de Direitos Humanos e Defesa do Consumidor, presidida pelo deputado Carlos Bordalo. "Não há atenção específica a esses pacientes, e o serviço ofertado está em total desacordo com a legislação, é urgente a necessidade de se apresentar uma medida por parte do poder público para este atendimento", disse o parlamentar. O projeto deve oferecer formação profissional nas áreas de educação, saúde e serviços públicos, assim como atendimento educacional especializado específico para autismo, com foco no modelo de residência pedagógica e presença de equipe multiprofissional e multidisciplinar, acolhimento, atendimento e formação à família do autista e suporte especializado nas áreas de assistência social, saúde e cultura. Serviço Sessão especial sobre a Clínica Escola para Autismo é nesta quinta-feira (25), a partir das 9h, no auditório João Batista da Alepa, localizada na rua do Aveiro, 130, na Cidade Velha em Belém. A entrada é aberta ao público.
    Mutirão de conciliação é realizado em Belém nesta quinta

    Mutirão de conciliação é realizado em Belém nesta quinta


    A ação está marcada para 8h, em uma universidade particular na av. Alcindo Cacela, em Belém. Mutirão de conciliação é promovido em Belém na manhã desta quinta-feira, 25. Reprodução / TJPA Um mutirão na manhã desta quinta (25) promove...


    A ação está marcada para 8h, em uma universidade particular na av. Alcindo Cacela, em Belém. Mutirão de conciliação é promovido em Belém na manhã desta quinta-feira, 25. Reprodução / TJPA Um mutirão na manhã desta quinta (25) promove conciliação envolvendo demandas pré-processuais de família, como pensão alimentícia, guarda de filhos e divórcio. A ação está marcada para 8h, em uma universidade particular na av. Alcindo Cacela, em Belém. A previsão é de que sejam realizadas 50 audiências de conciliação, sendo que os conflitos que chegarem a consenso serão imediatamente sentenciados e homologados, segundo o Tribunal de Justiça do Pará (TJPA). A Juíza Eliane Figueiredo informou que o propósito do evento é resolver pendências por meio do diálogo das partes, evitando que os conflitos ganhem proporções maiores e que novos processos sejam ajuizados na Justiça.
    Rodoviários da Grande Belém acatam proposta e decidem não entrar em greve

    Rodoviários da Grande Belém acatam proposta e decidem não entrar em greve


    Setransbel propôs redução da jornada de trabalho, intervalo fracionado e reajuste no ticket alimentação. Rodoviários decidem não entrar em greve, após contraproposta do Setransbel. Divulgação Os rodoviários de Belém, Ananindeua e Marituba...


    Setransbel propôs redução da jornada de trabalho, intervalo fracionado e reajuste no ticket alimentação. Rodoviários decidem não entrar em greve, após contraproposta do Setransbel. Divulgação Os rodoviários de Belém, Ananindeua e Marituba decidiram não entrar em greve, durante reunião na noite desta quarta-feira (24), de acordo com o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Estado do Pará. Após quatro horas de reunião, a categoria acatou a contraproposta do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Belém (Setransbel). As propostas do sindicato patronal incluíram redução da jornada de trabalho de 8 horas para 7 horas diárias, totalizando 42 horas semanais; trinta minutos de intervalo, podendo ser fracionado entre as viagens e reajuste no valor do ticket alimentação, com base no Índice Nacional de Preços ao Consumidor, que deve variar entre 4,5 e 5%.
    Fiscalização apreende mais de 1,5 mil peças de roupa em ônibus de viagem com destino à Belém

    Fiscalização apreende mais de 1,5 mil peças de roupa em ônibus de viagem com destino à Belém


    As 1.579 peças de confecções diversas estavam no bagageiro do veículo e para serem liberadas tiveram de pagar R$ 20 mil reais em multas e impostos. Fiscais encontram peças sem nota fiscal em bagageiro de ônibus de viagem que vinha de São...


    As 1.579 peças de confecções diversas estavam no bagageiro do veículo e para serem liberadas tiveram de pagar R$ 20 mil reais em multas e impostos. Fiscais encontram peças sem nota fiscal em bagageiro de ônibus de viagem que vinha de São Paulo Divulgação / Sefa Fiscais da Secretaria de Estado da Fazenda (Sefa) apreenderam nesta quarta-feira (24) mais de 1.500 peças de confecções em um ônibus de viagem que vinha de São Paulo com destino à Belém. A apreensão aconteceu na BR-010, no município de Dom Eliseu. As 1.579 peças de confecções diversas estavam no bagageiro do veículo e para serem liberadas tiveram de pagar R$ 20 mil reais em multas e impostos.

    Homens são baleados e presos após tentativa de assalto em Belém


    De acordo com a Guarda Municipal os homens teria tentado assaltar um servidor público federal, que tinha porte de arma e reagiu com dois tiros. Dois homens foram presos na tarde desta quarta-feira (24) após terem sido baleados em uma tentativa de...

    De acordo com a Guarda Municipal os homens teria tentado assaltar um servidor público federal, que tinha porte de arma e reagiu com dois tiros. Dois homens foram presos na tarde desta quarta-feira (24) após terem sido baleados em uma tentativa de assalto na avenida Rômulo Maiorana, no bairro do Marco, em Belém. De acordo com a Guarda Municipal, que realizou a prisão, os homens teria tentado assaltar um servidor público federal, que tinha porte de arma e reagiu com dois disparos. De acordo com a Guarda Municipal, após a tentativa de assalto, os agentes saíram em perseguição aos suspeitos até a avenida Senador Lemos. Os acusados estavam em um carro prata que foi interceptado pelos agentes de segurança municipal. No momento da abordagem, um suspeito conseguiu fugir. A prefeitura de Belém informou que equipes da Guarda Municipal ainda seguem nas buscas pelo terceiro suspeito.
    Após queda de ponte, ribeirinhos interditam rio em protesto pelo aumento do fluxo de embarcações no Pará

    Após queda de ponte, ribeirinhos interditam rio em protesto pelo aumento do fluxo de embarcações no Pará


    Manifestantes usaram canoas e barcos para impedir navegabilidade na área da Baia do Guajará. Capitania dos Portos foi ao local e negociou com os manifestantes. Ribeirinhos bloqueiam rio em protesto no Pará Reprodução/ TV Liberal Um grupo de...


    Manifestantes usaram canoas e barcos para impedir navegabilidade na área da Baia do Guajará. Capitania dos Portos foi ao local e negociou com os manifestantes. Ribeirinhos bloqueiam rio em protesto no Pará Reprodução/ TV Liberal Um grupo de ribeirinhos interditaram parte da Baía do Guajará, no Pará, nesta quarta-feira (24). Usando canoas e pequenas embarcações, os manifestantes bloquearam a região do rio que fica próximo ao Furo das Mucuras, impedindo a passagem de balsas que saiam de Belém com destino ao município de Barcarena, no nordeste do Estado. De acordo com os manifestantes a paralisação foi um protesto contra o alto fluxo de embarcações na região após a queda da terceira ponte da Alça Viária, sobre o rio Moju. Segundo eles, as grandes, as balsas e barcos de trafegam na região estão causando enchentes nas moradias próximas ao rio. Em nota, a Capitania dos Portos disse que foi até o local e negociou a liberação da passagem para as embarcações. O órgão da Marinha do Brasil informa ainda que a travessia entre o Distrito de Icoaraci, em Belém, e Barcarena está operando normalmente. Entenda No dia 6 de abril um trecho da terceira ponte do Complexo da Alça Viária caiu após uma balsa se chocar contra um dos pilares de sustentação da estrutura. Desde então os portos de Belém e de cidades vizinhas passaram a ser a principal forma de circulação de pessoas e cargas. A área onde ocorreu o acidente está interdita para navegação e nesta quinta-feira (25) devem começar os trabalhos de remoção dos escombros da ponte e da balsa, o que deve permitir a liberação da passagem de barcos pelo local. Mapa mostra ponto em que parte de ponte caiu Juliane Souza Initial plugin text